Em quem Paul McCartney se inspirou para escrever The Long and Winding Road?

O icônico baixista possuía bastante criatividade na hora de compor canções para o icônico quarteto

Redação Publicado em 07/11/2019, às 10h20

None
Paul McCartney em 1964 (Foto: AP Images)

Paul McCartney foi bastante versátil como compositor. Basta conferir as contribuições que o baixista fez para os Beatles. Responsável por um dos empenhos mais densos do grupo com "Helter Skelter", Paul McCartney também contribuiu com "The Long and Winding Road", durante as gravações de Let It Be. A faixa liderou o topo das paradas e teve um artista especial em mente. 

Assim como quando o baixista escreveu "Good Day Sunshine". Na época, McCartney tinha em mente a energia musical que "The Lovin 'Spoonful" trouxe para "Daydream". Em Sgt. Pepper's, ele quis superar o que os Beach Boys haviam feito com o Pet Sounds. Enquanto em "The Long and Winding Road", McCartney teve um dos maiores cantores de soul na mente: Ray Charles.

+++ LEIA MAIS: Paul McCartney na bateria, George Harrison no baixo: 9 grandes trocas instrumentais dos Beatles

Quando "The Long and Winding Road" saiu em Let It Be, em abril de 1970, McCartney havia trabalhado na música antes mesmo de iniciarem as sessões em 1969.

"Fiquei um pouco chateado naquela época", conta Paul que se referia às sessões do White Album, que haviam sido o ponto baixo da banda.

"E é uma música triste porque é tudo sobre o inatingível; a porta que você nunca alcança."

Musicalmente, desde o início, McCartney queria fazer algo no estilo de Ray Charles.

"Não soa como ele, porque sou eu cantando e não pareço nada com Ray, mas às vezes você coloca uma pessoa na mente, para transformar isso em atitude"

"Como isso estava na minha mente, provavelmente teria alguma influência na estrutura dos acordes, que é um pouco jazzística. Acho que posso atribuir isso a ter Ray quando escrevi essa canção."

+++ LEIA MAIS: Beatles: gravações perdidas por 54 anos são encontradas em cesto para pão

É claro que a música mudou bastante antes do lançamento como single dos Beatles. Gerações de fãs dos Beatles gostaram de "The Long and Winding Road" como uma balada, mas não era isso que McCartney pretendia. Inclusive, a concepção original da música pode ser ouvida em Let It Be... Naked (2003), que remove a orquestra e as mixagens. 

Para entender como McCartney escreveu uma música que não saiu da forma que ele gostaria, você precisa mergulhar nos Beatles daquele período.

+++ LEIA MAIS: Além dos Beatles: 12 músicas solo de John Lennon que expressam a genialidade do artista [LISTA]

Na época, John Lennon havia contratato o famoso produtor Phil Spector, que observou várias falhas nas tomadas originais de "Long and Winding Road". Sendo assim, ele as encobriu com orquestração e mixagens. Mas McCartney nunca aprovou a versão que saiu como single. 

Comercialmente falando, nada disso importou. "The Long and Winding Road" ainda alcançou a primeira posição, e Ray fez um cover no ano seguinte em Volcanic Action of My Soul.