Emilia Clarke teve medo de morrer nas gravações de Game of Thrones depois de cirurgia no cérebro: ‘Não iria desistir’

Atriz falou de como era gravar a série enquanto sabia que podia ter um aneurisma a qualquer momento

Redação Publicado em 02/10/2020, às 10h56

None
Emilia Clarke em cena de Game of Thrones (Foto: Reprodução)

Depois de nove anos da estreia da primeira temporada de Game of Thrones, Emilia Clarke, a Daenerys Targaryen, revelou ter medo de morrer nas gravações da série após ter feito cirurgia no cérebro. A atriz deu relato dessa época ao livro Fire Cannot Kill a Dragon: Game of Thrones and the Official Untold Story of the Epic Series, escrito por James Hibberd. A informação é da Entertainment Weekly.

Após filmar a primeira temporada de Game of Thrones, a atriz sofreu uma hemorragia cerebral quando estava em uma academia em Londres. "Eu imediatamente senti como se um elástico estivesse apertando meu cérebro", escreveu a artista no The New Yorker.

+++LEIA MAIS: Karatê Kid: Ralph Macchio revela como foi convencido a voltar como Daniel San em Cobra Kai, sucesso da Netflix

Ao ser levada às pressas ao hospital, a estrela da série precisou relembrar falas da Daenerys para tentar se acalmar. Ela passou por uma cirurgia de emergência e por vários dias não conseguia nem lembrar o próprio nome. Apenas poucas semanas depois, Clarke voltou a trabalhar ma produção, apesar de ainda ter um segundo tumor no cérebro, que um médico disse que poderia "estourar a qualquer momento", mas era imporvável.

Com a rotina puxada de um set de filmagem, principalmente de uma produção de grande escala, Emilia Clarke continuou a interpretar incrivelmente a personagem dela, mesmo sem mostrar fatiga, dor ou medo.

"Foi muito intenso. Estávamos no deserto, em uma pedreira com um calor de 32 graus, e eu tinha o medo constante de ter outra hemorragia cerebral. Passei muito tempo pensando: 'Será que vou morrer? Isso vai acontecer no set? Porque isso seria muito inconveniente'", revelou a atriz em depoimento ao Fire Cannot Kill a Dragon. De acordo com ela, a lesão cerebral a deixava "com uma fadiga indescritível".

+++LEIA MAIS: Christian Bale teria 1 condição para voltar ao Batman em novo filme do Flash, revela site

No entanto, mesmo com o risco de ter um aneurisma a qualquer momento, ela priorizava Game of Thrones. "Em todos os meus anos no programa, nunca coloquei a saúde em primeiro lugar, o que provavelmente é o motivo pelo qual todos estavam preocupados", afirmou. "Eu disse: 'Não pensem que sou um fracasso e que não posso fazer o trabalho para o qual fui contratada. Por favor, não pense que vou estragar a qualquer momento'".

Mesmo com um problema de saúde grave, poucas pessoas da produção da série sabiam do problema de Emilia Clarke. "Apenas um grupo seleto de pessoas sabiam disso. Eu estava completamente inconsciente", disse Bryan Cogman, coprodutor executivo. "Ouvi um pouco que ela teve alguns problemas entre as temporadas, mas nada nesse sentido. E eu não tinha ideia enquanto estávamos filmando".

Já o diretor Alan Taylor adicionou: "Tínhamos medo por ela. Ela é tão corajosa, porque isso nunca afetou o compromisso com o trabalho".


+++ HOT E OREIA: 'VIRAMOS ADULTOS, MAS AINDA BUSCAMOS POR ESSA CRIANÇA DO COMEÇO'