Eminem é criticado por tratar do ataque à bomba em Manchester no novo disco

O rapper foi acusado de fazer piada com o atentado pelos usuários do Twitter

Redação Publicado em 17/01/2020, às 08h40

None
Eminem na arte da capa de Music to Be Murdered By (foto: reprodução)

Eminem lançou um disco surpresa ontem, 17, intitulado Music To Be Murdered By e já recebeu críticas por causa da letra de uma das faixas. "Unaccomodating" teve repercussão negativa entre os ouvintes por mencionar de forma contraditória o ataque à bomba de Manchester.

O atentado ocorreu perto da Arena Manchester, durante o show da cantora pop Ariana Grande, em 2017. Mais de 50 pessoas ficaram feridas e 22 duas mortes foram confirmadas, entre elas a de crianças e adultos.

+++ LEIA MAIS: O dia em que Eminem quase matou o Justiceiro nos quadrinhos da Marvel

Na canção em parceria com a rapper Young M.A, Eminem canta: "Eu estou pensando em gritar 'bombas para longe' no jogo / Como se eu estivesse fora do show da Ariana Grande, esperando".

No Twitter, diversos usuários criticaram o modo como o artista fez referência ao atentado. Uma usuária compartilhou: "Eminem realmente ridicularizou o bombardeio de Manchester no novo disco dele? Ele não percebe que crianças e adolescentes perderam as vidas naquela noite? Absolutamente doente da cabeça".

+++ LEIA MAIS: Eminem responde por rima a favor da violência de Chris Brown contra Rihanna: 'Gravado há 10 anos'

Outro perfil escreveu: "O fato de que Eminem fez uma piada sobre o ataque de manchester na música dele me faz passar mal. Ele não pode sair dessa. Ele disse claramente o nome dela e não pode negar. Repugnante. Quão insensível você tem que ser para dizer algo assim". 

+++ LEIA MAIS: Billie Eilish se apavorava com Eminem na infância

Os usuários ainda lembraram que o artista apoiou a campanha para arrecadar mais de US$ 2 bilhões para as vítimas. O rapper já havia mencionado o ataque em outra música, "Kick Off", de 2018.

Outra faixa que faz menção a um atentado é "Darkness", que narra os passos de um atirador prestes a matar pessoas a caminho de um show inspirado no tiroteio de Las Vegas, que matou mais de 50 pessoas que iam para o festival Route 91 Harvest, em 2017. 

O artista tem uma longa carreira no mundo da música e das polêmicas. Eminem já foi alvo de críticas outras vezes, como quando defendeu o Chris Brown no caso de agressão contra Rihanna em uma rima.


+++ CORUJA BC1: 'FAÇO MÚSICA PARA SER ATEMPORAL E MATAR A MINHA PRÓPRIA MORTE'