Emmy 2016: Game of Thrones quebra recorde e People v O.J. Simpson é destaque na premiação

O apresentador Jimmy Kimmel conduziu a cerimônia de entrega dos prêmios; veja a lista completa de vencedores

Redação Publicado em 19/09/2016, às 00h21 - Atualizado às 01h53

David Benioff (à esquerda) e D.B Weiss, criadores de Game of Thrones, recebem o Emmy de Melhor Série Dramática

Ver Galeria
(12 imagens)

Na noite deste domingo, 18, foi realizada a cerimônia do Emmy – dedicada às melhores produções da indústria televisiva norte-americana –, sendo esta a 68ª edição da premiação. Em 2016, alguns aspectos do ano anterior se mantiveram intactos: piadas com o candidato à presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, valorização da “diversidade” nos indicados e Game of Thrones e Veep mantendo o reinado nas fatias de Drama e Comédia, respectivamente, da premiação.

O apresentador Jimmy Kimmel comandou a noite, já mirando em Trump – mais especificamente, no produtor Mark Burnett, do Celebrity Apprentice, programa com o qual o empresário tem ligação – no monólogo de abertura. “Graças a Mark Burnett, não precisamos assistir a reality shows na TV, já que estamos vivendo um deles”, disse, ácido, Kimmel. “Se Donald Trump for eleito e fizer o tal muro, a primeira pessoa em que iremos expulsar é Mark Burnett.”

A outra parte do monólogo foi dedicada aos principais indicados ao Emmy deste ano, como é de costume, com o comediante enfileirando piadas das mais diversas. Um vídeo – uma montagem – mostrou Kimmel indo à cerimônia com o elenco de Modern Family e acompanhando James Corden em um “Carpool Karaoke”; Julia Louis-Dreyfus apareceu levada por uma limusine, com Jeb Bush de motorista, e até Emilia Clarke – como a Daenerys Targaryen de Game of Thrones – montou um dos dragões dela na série.

Se diversidade era (novamente) um dos aspectos mais falados em relação aos indicados a prêmios no Emmy 2016, durante a cerimônia, o assunto foi recorrente. Kimmel fez referência à diversidade sugerindo que um ator negro abraçasse um branco e depois provocando, ironicamente: “A noite precisa de mais pessoas brancas”. Principalmente devido às críticas recentes ao Oscar e a Hollywood em geral, o Emmy pareceu querer demonstrar o quão orgulhoso estava da diversidade na premiação.

Outros momentos de destaque ficaram por conta das crianças de Stranger Things – umas das figuras mais carismáticas do momento – distribuindo sanduíches de pasta de amendoim de bicicleta pelo auditório. Os lanches, a propósito, foram feitos pela mãe de Kimmel. Matt Damon, mordendo uma maçã, fez referência à “rixa” recentemente estabelecida entre ele e o apresentador, tirando sarro do fato de Kimmel não ter um prêmio Emmy. “Isso é tão humilhante”, disse o ator. “Foi mal. Quer dizer, você perdeu e agora vai ter que ficar aí o resto da noite quando provavelmente você só queria ir para casa e chorar.”

Comédia: Transparent mostra força e Veep estabelece nova hegemonia

Transparent mostrou novamente a força que tem ao ser destaque nos prêmios relativos à comédia do Emmy 2016. A série, que teve início em 2014, repetiu a performance de 2015 e ganhou as estatuetas de Melhor Direção de Série de Comédia – Jill Soloway – e Melhor Ator em Série de Comédia, para Jeffrey Tambor. Nos discursos, a diretora alertou que “precisamos parar com a violência contra os transgêneros”, enquanto Tambor foi mais incisivo e pediu, com intensidade na fala: “Por favor, deem oportunidades aos talentos transgêrenos.”

O Melhor Ator Coadjuvante foi Louie Anderson, de Baskets, o primeiro premiado cronologicamente na noite. Master of None (Aziz Ansari, Alan Yang) ganhou como Melhor Roteiro e Kate McKinnon (de Saturday Night Live) faturou como Melhor Atriz Coadjuvante, sendo considerada uma das zebras da premiação. Ela chorou durante o discurso e agradeceu à “linda e hilária mãe.”

Mas os principais prêmios de série de comédia foram novamente direcionados a Veep. Julia Louis-Dreyfus estabeleceu uma espécie de monopólio ao levar novamente a categoria de Melhor Atriz Protagonista. Foi a quinta vitória consecutiva dela, que não perde o prêmio desde 2012. “Quero pedir desculpas pelo clima político atual”, disse, ao receber o prêmio. Veep também conquistou consecutivamente a honraria de Melhor Série de Comédia e se firmou de vez como nova hegemonia neste segmento do Emmy, sucedendo o domínio de Modern Family em anos anteriores.

Séries Limitadas ou Filmes Para TV: People v. O.J. Simpson brilha

Sterling K. Brown ganhou como Melhor Ator Coadjuvante de Série Limitada Ou Filme Para TV pelo trabalho em People v. O.J. Simpson. É verdade que outros dois atores da mesma série estavam concorrendo (David Schwimmer e John Travolta) na categoria, mas Brown foi quem recebeu o primeiro prêmio Emmy dele das mãos de Terrence Howard, visivelmente emocionado, citando família e amigos nos agradecimentos enquanto segurava as lágrimas.

O prêmio de Brown marcou uma onda de vitórias seguidas de People v. O.J. Simpson. Elogiada por Brown minutos antes, Sarah Paulson faturou a categoria Melhor Atriz de Série Limitada ou Filme Para TV, também por The People v O.J. Simpson: American Crime Story. “A responsabilidade de interpretar uma pessoa real é muito importante, você quer acertar não por você, mas sim pela pessoa”, disse ela ao ler o discurso de aceitação, em velocidade impressionante. Sarah deu vida à promotora de justiça norte-americana Marcia Clark, presente na cerimônia deste domingo, 18.

Já era perceptível o domínio de The People v. O.J. Simpson: American Crime Story nas categorias de séries limitadas ou filmes para TV, e a tendência só foi se confirmando com o passar da noite: Courtney B. Vance venceu como Melhor Ator, D.V. DeVincentis já havia vencido Melhor Roteiro e a cereja do bolo foi o prêmio de Melhor Série Limitada. Foram nove estatuetas no total, contando os prêmios técnicos. Sherlock, pelo episódio especial The Abominable Bride, completou a seção ganhando como Melhor Filme para TV.

Em certo momento do monólogo de abertura, Kimmel brincou: “Se vocês ganharem, vão agradecer o O.J. [Simpson]?”. O ex-jogador de futebol americano e ator é conhecido por ter sido acusado do assassinato da ex-esposa e de um amigo. O caso teve ampla repercussão no mundo nos anos 1990 e é base do enredo da mais recente temporada (The People v. O.J. Simpson) da antologia American Crime Story, na qual o ator Cuba Gooding Jr dá vida a Simpson. Depois dos resultados, a piada passou a fazer mais sentido – tendo em vista a capacidade de entretenimento gerada pela história de vida dele –, ainda que o tal agradecimento ao ex-esportista continue desnecessário.

Variedades: sem muitas variações

“Este gênero só com homens brancos que é chamado de ‘variedades’”, alfinetou Kimmel antes de chamar Ansari de volta ao palco para apresentar a categoria de Roteiros de Melhor Programa de Variedade. O astro de Mater of None usou a conhecida ironia para criticar Donald Trump e acabou entregando a estatueta para outro homem branco: Patton Oswalt, por Talking For Clapping. Em Melhor Programa de Variedade – Talk Show, John Oliver confirmou o favoritismo e venceu com Last Week Tonight, enquanto na vertente de Esquetes do Melhor Programa de Variedade, Key & Peele foi agraciado.

A cantora Beyoncé, considerada uma espécie de “rainha” das premiações, mostrou que a força dela se limita às premiações de música. Isto porque o filme Lemonade (que ilustra o álbum homônimo e foi exibido pela HBO este ano) perdeu para Grease Live o Emmy de Melhor Direção em Programa de Variedade. Outro programa relacionado a música, The Voice levou novamente (pela terceira vez) a estatueta de Melhor Reality Show.

Séries Dramáticas: Game of Thrones mantém reinado

A seção dramática do Emmy 2016 começou morna, com Margo Martindale vencendo Melhor Atriz Convidada em Série Dramática pela participação em The Americans. A introdução de Laverne Cox, atriz transgênero de Orange is the New Black, foi mais interessante: “Vou repetir o que o Jeffrey Tambor falou: deem aos atores transgêneros uma chance”, disse ela, sendo aplaudida em seguida. Laverne foi a primeira atriz transexual a ser indicada a um prêmio no Emmy nas categorias de atuação.

Em uma categoria cheia de “pesos pesados” – na qual Game of Thrones não teve indicados –, Melhor Ator em Série Dramática, o “queridinho” do ano, Rami Malek, coroou o trabalho dele em Mr. Robot com a vitória, deixando de mãos vazias nomes como Bob Odenkirk (Better Call Saul) e Kevin Spacey (House of Cards). “Interpreto um jovem que, como muitos de nós, é profundamente alienado”, disse Malek, que parecia não sair do personagem. “E a coisa mais chata é que não sei quantas pessoas sairiam com um cara como Elliot. Mas eu estou aqui por ele, e por que há um pouco de Elliot em cada um de nós, não?”.

Em Melhor Atriz em Série Dramática, ficou confirmado como este novamente não foi ano de House of Cards: depois de Spacey perder para Malek, a esposa dele na série, Robin Wright, também foi preterida. Tatiana Maslany, de Orphan Black, por sua vez, ganhou o primeiro Emmy da carreira. “Sinto-me muito honrada de estar em uma produção que coloca as mulheres no centro”, disse ela, segurando um celular com as mãos tremendo, agradecendo a equipe e chamando o papel dela na produção de “trabalho dos sonhos”. Viola Davis, vencedora da categoria em 2015, com How to Get Away With Murder, também foi deixada de lado.

Game of Thrones, série recordista e grande vencedora do Emmy de 2015, confirmou a quem pertence o trono das categorias dramáticas nos últimos anos. Só o episódio “Batalha dos Bastardos” rendeu dois prêmios à série: Melhor Roteiro (David Benioff e D.B. Weiss) e Melhor Direção (Miguel Sapochnik). No fim, repetindo o resultado do ano passado, a produção baseada nos livros de George R. R. Martin foi honrada com o Emmy de Melhor Série Dramática, desbancando os concorrentes The Americans, Better Call Saul, Downton Abbey, Homeland, House of Cards e Mr. Robot.

Nem a vitória de Maggie Smith, de Downton Abbey, em Melhor Atriz Coadjuvante, batendo Lena Headey e Emilia Clarke (de Game of Thrones), serviu para abalar a produção da HBO. O curioso do prêmio, contudo, foi a reação de Kimmel em relação à ausência de Maggie na cerimônia. “Não vamos entregar a ninguém”, disse ele com a estatueta na mão. “Vamos deixar nos ‘achados e perdidos’”. Outro que desbancou Game of Thrones foi Ben Mendelsonh, que levou o prêmio de Melhor Coadjuvante Bloodline, superando os favoritos Kit Harington e Peter Dinklage, sendo o último deles o vencedor da categoria em 2015.

“Estamos aqui porque George Martin criou um mundo no qual vivemos e estamos aqui por causa da HBO”, disse o roteirista D.B. Weiss, cercado pela equipe de Game of Thrones, ao receber a estatueta de Melhor Série Dramática, considerada a mais importante da noite. “E estamos aqui porque temos a equipe que mais ‘dá duro’ e dentro de horas estará trabalhando novamente”. Com a honraria, Game of Thrones somou três estatuetas na noite, chegou à marca de 38 prêmios e atingiu o patamar absoluto de série mais premiada do Emmy em todos os tempos. O recorde era da comédia Frasier, que possui 38 prêmios.

Veja a lista completa de vencedores do Emmy 2016

Melhor Série Dramática

The Americans

Better Call Saul

Downtown Abbey

Game of Thrones

Homeland

House of Cards

Mr. Robot

Melhor Série de Comédia ou Musical

Black-ish

Master of None

Modern Family

Silicon Valley

Transparent

Veep

Silicon Valley

Melhor Ator em Série Dramática

Kyle Chandler, Bloodline

Rami Malek, Mr. Robot

Bob Odenkirk, Better Call Saul

Matthew Rhys, The Americans

Liev Schreiber, Ray Donovan

Kevin Spacey, House of Cards

Melhor Atriz em Série Dramática

Claire Danes, Homeland

Viola Davis, How to Get Away With Murder

Taraji P. Henson, Empire

Tatiana Maslany, Orphan Black

Keri Russell, The Americans

Robin Wright, House of Cards

Melhor Ator Coadjuvante em Série Dramática

Jonathan Banks, Better Call Saul

Ben Mendelsohn, Bloodline

Peter Dinklage, Game of Thrones

Kit Harington, Game of Thrones

Michael Kelly, House of Cards

Jon Voight, Ray Donovan

Melhor Atriz Coadjuvante em Série Dramática

Maggie Smith, Downtown Abbey

Lena Headey, Game of Thrones

Emilia Clarke, Game of Thrones

Maisie Williams, Game of Thrones

Maura Tierney, The Affair

Constance Zimmer, UnREAL

Melhor Ator em Série de Comédia

Anthony Anderson, Black-ish

Aziz Ansari, Master of None

Will Forte, Last Man on Earth

William H. Macy, Shameless

Thomas Middleditch, Silicon Valley

Jeffrey Tambor, Transparent

Melhor Atriz em Série de Comédia

Ellie Kemper, Unbreakable Kimmy Schmidt

Julia Louis-Dreyfus, Veep

Laurie Metcalf, Getting On

Tracee Ellis Ross, Black-ish

Amy Schumer, Inside Amy Schumer

Lily Tomlin, Grace and Frankie

Melhor Ator Coadjuvante em Série de Comédia

Louie Anderson, Baskets

Keegan-Michael Key, Key & Peele

Andre Braugher, Brooklyn Nine-Nine

Ty Burrell, Modern Family

Tituss Burgess, Unbreakable Kimmy Schmidt

Matt Walsh, Veep

Tony Hale, Veep

Melhor Atriz Coadjuvante em Série de Comédia

Niecy Nash, Getting On

Allison Janney, Mom

Kate McKinnon, Saturday Night Live

Judith Light, Transparent

Gaby Hoffmann, Transparent

Anna Chlumsky, Veep

Melhor Reality Show

The Amazing Race

American Ninja Warrior

Dancing With the Stars

Project Runway

Top Chef

The Voice

Melhor Apresentador

Ryan Seacrest, American Idol

Tom Bergeron, Dancing With the Stars

Jane Lynch, Hollywood Game Night

Steve Harvey, Little Big Shots

Heidi Klum and Tim Gunn, Project Runway

RuPaul Charles, RuPaul's Drag Race

Melhor Programa de Variedades - Talk Show

Comedians in Cars Getting Coffee

Jimmy Kimmel Live

Last Week Tonight With John Oliver

The Late Late Show With James Corden

Real Time With Bill Maher

Tonight Show With Jimmy Fallon

Melhor Filme para TV

A Very Murray Christmas

All the Way

Confirmation

Luther

Sherlock: The Abominable Bride

Melhor Série Limitada

American Crime

Fargo

The Night Manager

The People v O.J. Simpson: American Crime Story

Roots

Melhor Ator de Série Limitada ou Filme Para TV

Bryan Cranston, All the Way

Benedict Cumberbatch, Sherlock

Idris Elba, Luther

Cuba Gooding Jr., The People v O.J.: American Crime Story

Tom Hiddleston, The Night Manager

Courtney B. Vance, The People v O.J.: American Crime Story

Melhor Atriz de Série Limitada ou Filme Para TV

Kirsten Dunst, Fargo

Felicity Huffman, American Crime

Audra McDonald, Lady Day at Emerson's Bar and Grill

Sarah Paulson, The People v O.J. Simpson: American Crime Story

Lili Taylor, American Crime

Kerry Washington, Confirmation

Melhor Ator Coadjuvante de Série Limitada Ou Filme Para TV

Jesse Plemons, Fargo

Bokeem Woodbine, Fargo

Hugh Laurie, The Night Manager

Sterling K. Brown, People v. O.J. Simpson

David Schwimmer, People v. O.J. Simpson

John Travolta, People v. O.J. Simpson

Melhor Atriz Coadjuvante de Série Limitada ou Filme Para TV

Melissa Leo, All the Way

Regina King, American Crime

Sarah Paulson, American Horror Story: Hotel

Kathy Bates, American Horror Story: Hotel

Jean Smart, Fargo

Olivia Colman, The Night Manager

Melhor Programa de Variedade - Esquetes

Documentary Now

Drunk History

Inside Amy Schumer

Key & Peele

Portlandia

Saturday Night Live

Melhor Ator Convidado em Série de Comédia

Tracy Morgan, Saturday Night Live

Larry David, Saturday Night Live

Bob Newhart, The Big Bang Theory

Bradley Whitford, Transparent

Martin Mull, Veep

Peter Scolari, Girls

Melhor Atriz Convidada em Série de Comédia

Tina Fey & Amy Poehler, Saturday Night Live

Melissa McCarthy, Saturday Night Live

Amy Schumer, Saturday Night Live

Christine Baranski, The Big Bang Theory

Laurie Metcalf, The Big Bang Theory

Melora Hardin, Transparent

Melhor Ator Convidado em Série Dramática

Max von Sydow, Game of Thrones

Mahershala Ali, House of Cards

Paul Sparks, House of Cards

Reg E. Cathey, House of Cards

Hank Azaria, Ray Donovan

Michael J. Fox, The Good Wife

Melhor Atriz Convidada em Série Dramática

Laurie Metcalf, Horace and Pete

Molly Parker, House of Cards

Ellen Burstyn, House of Cards

Allison Janney, Masters of Sex

Margo Martindale, The Americans

Carrie Preston, The Good Wife

Melhor Roteiro em Programa de Variedade

“Talking for Clapping”, Patton Oswal

“Live at the Apollo”, Amy Schumer

“The Comeback Kid”, John Mulaney

“Boyish Girl Interrupted”, Tig Notaro

“Triumph's Election Special 2016”

Melhor Especial de Variedade

Louis J. Horvitz, 58th Grammy Awards

Kahlil Joseph e Beyoncé Knowles Carter, Lemonade

Thomas Kail e Alex Rudzinski, Grease: Live

Beth McCarthy-Miller, Adele Live in New York City

Chris Rock, Amy Schumer: Live at the Apollo

Glenn Weiss, The Kennedy Center Honors

Melhor Roteiro em Série Dramática

The Americans (Episódio: "Persona Non Grata"), Joel Fields e Joe Weisberg

Downtown Abbey (Episódio: "Episode 8"), Julian Fellowes

Game of Thrones (Episódio: "Battle of the Bastards"), David Benioff e D. B. Weiss

The Good Wife (Episódio: "End"), Robert King e Michelle King

Mr. Robot (Episódio: "eps1.0_hellofriend.mov"), Sam Esmail

UnREAL (Episódio: "Return"), Marti Noxon e Sarah Gertrude Shapiro

Melhor Diretor em Série Dramática

The Americans (Episódio: "Persona Non Grata"), Joel Fields e Joe Weisberg

Downtown Abbey (Episódio: "Episode 8"), Julian Fellowes

Game of Thrones (Episódio: "Battle of the Bastards"), David Benioff e D. B. Weiss

The Good Wife (Episódio: "End"), Robert King e Michelle King

Mr. Robot (Episódio: "eps1.0_hellofriend.mov"), Sam Esmail

UnREAL (Episódio: "Return"), Marti Noxon e Sarah Gertrude Shapiro

Melhor Direção em Série Limitada, Filme para TV ou Especial

The Night Manager, Susanne Bier

All the Way, Jay Roach

Fargo (Episódio: "Before the Law"), Noah Hawley

The People v. O. J. Simpson: American Crime Story (Episódio: "From the Ashes of Tragedy"), Ryan Murphy

The People v. O. J. Simpson: American Crime Story (Episódio: "Manna From Heaven"), Anthony Hemingway

The People v. O. J. Simpson: American Crime Story (Episódio: "The Race Card"), John Singleton

Melhor Direção em Série de Comédia

Master of None (Episódio: "Parents"), Aziz Ansari

Silicon Valley (Episódio: "Daily Active Users"), Alec Berg

"Silicon Valley" (Episódio: "Founder friendly"), Mike Judge

Transparent (Episódio: "Man On The Land"), Jill Soloway

Veep (Episódio: "Kissing Your Sister"), David Mandel

Veep (Episódio: "Morning After"), Chris Addison

Veep (Episódio "Mother"), Dale Stern

Melhor Roteiro em Série Limitada, Filme para TV ou Especial

Fargo (Episódio: "Loplop"), Bob DeLaurentis

Fargo (Episódio: "Palindrome"), Noah Hawley

The Night Manager, David Farr

The People v. O.J. Simpson: American Crime Story (Episódio: "From The Ashes Of Tragedy"

The People v. O.J. Simpson: American Crime Story (Episódio: "Marcia, Marcia, Marcia")

The People v. O.J. Simpson: American Crime Story (Episódio: "The Race Card"), Joe Robert Cole

Melhor Roteiro em Série de Comédia

Catastrophe (Piloto), Rob Delaney e Sharon Horgan

Master Of None (Episódio: "Parents"), Aziz Ansari e Alan Yang

Silicon Valley (Episódio: "Founder Friendly"), Dan O'Keefe

Silicon Valley (Episódio: "The Uptick"), Alec Berg

Veep (Episódio: "Morning After"), Alec Berg

Veep (Episódio: "Mother"), Alex Gregory e Peter Huyck