Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone
Notícias / Julgamento

Empresa de Chris Brown tem petição para desmantelar processo por ataque de cachorro negada

Governanta está processando o cantor e sua empresa após ser atacada por um dos cães dele

Chris Brown (Foto: Charles McQuillan/Getty Images for Live Nation UK)
Chris Brown (Foto: Charles McQuillan/Getty Images for Live Nation UK)

A governanta que foi “selvagemente” atacada por um cachorro de Chris Brown da raça Pastor-do-Cáucaso, em 2020, teve uma primeira vitória nos tribunais. A juíza Lisa R. Jaskol, de Los Angeles, confirmou nesta quarta, 14, as reivindicações da mulher contra a empresa do cantor e disse que o julgamento começaria em janeiro.

O advogado de defesa tentou desqualificar seis das nove alegações feitas pela empregada e seu marido. Ele alegou que a Black Pyramid, empresa de Chris Brown, não é dona do cachorro e que as reivindicações do processo eram redundantes e não tinha provas.

+++LEIA MAIS: Chris Brown e Usher brigam em Las Vegas

“O tribunal negou o pedido da Black Pyramid para julgamento das alegações sobre a maioria das reivindicações substantivas que a Black Pyramid contestou”, escreveu a juíza em sua decisão. Ela disse que, nesta fase do caso, “a alegação sob ataque deve ser aceita como verdadeira”. Ela decidiu ainda que o pedido da governanta para um pedido de indenização trabalhista não prejudicou seu processo porque sua reclamação não alega que a Black Pyramid era sua empregadora.

A governanta, que não teve a identidade revelada, conta que estava levando o lixo para fora da casa quando foi atacada pelo cachorro, chamado Hades, que estava “literalmente arrancando e arrancando grandes pedaços de pele do rosto e dos braços”, de acordo com a denúncia. “Ela está gritando de terror e pedindo ajuda, mas ninguém veio ajudá-la,” diz o processo.

+++LEIA MAIS: Super Bowl: Chris Brown reage à apresentação de Rihanna

“Enquanto ela estava deitada sangrando profusamente, mal conseguindo ver o sangue cobrindo seus olhos, rosto e corpo, ela observa Brown se aproximando dela, de pé sobre ela, enquanto fala ao celular”, afirma o processo. A governanta alega que o cantor ordenou que seus seguranças agarrassem Hades e outros cães da propriedade e os removessem do local antes da chegada da polícia.