Empresa que detém os direitos de American Idol planeja disco de duetos e show com holograma de Elvis Presley

A Core Media Group pretende expandir os investimentos em novas áreas por conta da queda de audiência do programa, que deverá passar por mudanças

Rolling Stone EUA Publicado em 01/06/2012, às 12h05

Elvis Presley completaria 75 anos de idade nesta sexta, 8
AP

A companhia que detém os direitos do programa American Idol está se reestruturando por conta da queda da audiência do programa e buscando investir em novos projetos, envolvendo nomes como Elvis Presley e Muhammad Ali, informou o The New York Times.

A CKx, que mudará o nome para Core Media Group, tem planos grandes especialmente para Presley: uma reforma no museu de Graceland está em andamento, assim como uma possível série dramática sobre os primeiros anos de vida do cantor. O grupo também está em negociações com a Sony para um disco de duetos, mostrando cantores contemporâneos com Presley, de forma semelhante ao que foi feito com Frank Sinatra. Há ainda a ideia de uma turnê com os artistas escolhidos se apresentando ao lado de um holograma de Elvis.

Enquanto isso, a empresa está planejando uma renovação no American Idol, por conta da queda de 30% nos índices de audiência da 11ª temporada. A queda coincide com o crescimento de novos programas, como o The Voice e o The X Factor. “Idol ainda é a galinha dos ovos de ouro”, Marc Graboff, novo presidente da Core, disse ao Times. “É muito viável, mas precisa definitivamente ser renovado, e será.”

Graboff diz que a companhia vai retomar a parceria com o criador do programa, Simon Fuller, para ajudar nas mudanças, que deverão passar também pelo sistema de votação. O sistema atual resultou em vencedores de perfil similar nas últimas cinco temporadas, incluindo o último ganhador, Phillip Phillips.

É possível que o painel de juízes (atualmente, Steven Tyler, Jennifer Lopez e Randy Jackson) mude também, segundo Graboff – mas essa decisão passa pela Fox, que transmite o programa.