Rolling Stone Brasil
Busca
Facebook Rolling Stone BrasilTwitter Rolling Stone BrasilInstagram Rolling Stone BrasilSpotify Rolling Stone BrasilYoutube Rolling Stone BrasilTiktok Rolling Stone Brasil

Empresário de boybands admite fraude

Lou Pearlman, que descobriu os Backstreet Boys e o N'Sync, adquiriu mais de meio bilhão de reais por meios ilícitos

Da redação Publicado em 05/03/2008, às 15h55 - Atualizado às 18h23

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Lou Pearlman roubou mais de meio milhão de reais de empresários, bandas e bancos - AP
Lou Pearlman roubou mais de meio milhão de reais de empresários, bandas e bancos - AP

O empresário Lou Pearlman, que concebeu muitas boybands nos anos 90, admitiu nesta quarta-feira, 5, que adquiriu mais de quinhentos milhões de reais por meios ilícitos, convencendo investidores a colocar dinheiro em empresas falsas. A notícia está sendo divulgada nesta quarta-feira por agências internacionais.

Pearlman está sendo acusado de lavagem de dinheiro e conspiração, e vai a julgamento nesta quinta. O empresário concordou em se declarar culpado em troca de redução penal (que pode chegar a 25 anos). O descobridor dos Backstreet Boys também vai ajudar as autoridades estadunidenses a encontrar e condenar seus cúmplices no negócio.

De acordo com os promotores do caso, Pearlman aplicou seus golpes por pelo menos 20 anos, lesando mais de 250 pessoas e 10 bancos. O empresário pretende devolver ao governo 4 carros, e também pagar uma multa que pode chegar aproximadamente aos dois milhões de reais.

Nos anos 90, tanto o N'Sync como o Backstreet Boys processaram o réu por apropriação de bens ao final de seus contratos. Ambos os casos não chegaram a ir para a corte, tendo sido resolvidos em acordos extrajudiciais.