Empresário de Britney Spears pede demissão em meio à polêmica sobre tutela

Após trabalhar com Britney Spears desde 1995, Larry Rudolph se desligou da função na última segunda, 5

Redação Publicado em 06/07/2021, às 09h12

None
Britney Spears em 2019 (Foto: Matt Winkelmeyer/Getty Images)

Em meio à polêmica sobre a tentativa de encerrar a tutela pessoal, Britney Spears se despediu do empresário de longa data Larry Rudolph, que pediu demissão na última segunda, 5, de acordo com informações reproduzidas pelo Omelete.

Empresário de Spears desde 1995, Rudolph escreveu uma carta para Jamie Spears e Jodi Montgomery, responsáveis permanente e temporário, respectivamente, pela tutela da cantora pop, após descobrir o desejo dela de se aposentar.

+++LEIA MAIS: Britney Spears 'chorou por duas semanas' após assistir documentário sobre tutela

“Passaram mais de 2 anos e meio desde que Britney e eu nos comunicamos pela última vez, momento no qual ela me informou que queria um hiato do trabalho por tempo indeterminado,” disse o empresário.

A dona do hit "Toxic" interrompeu os shows da residência em Las Vegas em 2019 e, desde então, entrou em hiato. Nos últimos 26 anos, Rudolph ajudou a administrar a carreira da artista e só se afastou da função justamente entre 2007 e 2008, período no qual a tutela da artista foi instaurada.

+++LEIA MAIS: Juíza nega pedido de remoção do pai de Britney Spears de tutela da cantora

Na carta, o empresário também declarou: "Como gerente dela, acredito que é do interesse de Britney eu pedir demissão da equipe dela, pois meus serviços profissionais não são mais necessários.”

Recentemente, a New Yorker revelou uma denúncia feita por Spears um dia antes de fazer uma declaração pública para a juíza Brenda Penny no Tribunal Superior de Los Angeles no dia 23 de junho.

+++LEIA MAIS: Após declaração de Britney Spears, representante apresenta plano para fim da tutela; entenda

Pela primeira vez, a estrela pop falou publicamente sobre a tutela e, durante uma audiência, deixou clara a vontade dela de ter independência para tomar as próprias decisões sobre ter filhos ou continuar a carreira - escolhas impedidas pela tutela.

"Passaram-se 13 anos e foram o suficiente. Não faz sentido sustentar a vida para tantas pessoas e ouvir que não sou boa o suficiente, sou ótima no trabalho e permito essas pessoas controlarem minhas ações. Não faz sentido algum."

+++LEIA MAIS: Christina Aguilera publica mensagem de apoio à Britney Spears: 'Toda mulher deve ter direito ao próprio corpo'


+++ OS 5 DISCOS ESSENCIAIS DE BOB DYLAN | ROLLING STONE BRASIL