Encerrada a greve dos roteiristas em Hollywood

Paralisação durou mais de três meses; cerimônia do Oscar deve acontecer normalmente

Da redação Publicado em 13/02/2008, às 09h38 - Atualizado às 11h27

Jack Bauer só em 2009: a 7ª temporada de 24 horas foi adiada por causa da greve
Divulgação

Acabou na noite de terça-feira, 12, a greve dos roteiristas de Hollywood. A paralisação teve início no último dia 5 de novembro, e durou aproximadamente 100 dias.

O sindicato dos roteiristas (WGA - Writers Guild of América) afirmou que 92,5% dos 3.775 profissionais que participaram da votação sobre a greve foram contra a continuação da paralisação. Os roteiristas aprovaram um acordo com os produtores, aceitando receber 2% do lucro líquido pela transmissão das séries e programas de televisão, mais lucros sobre downloads de séries e filmes.

Os produtores estimaram que a greve gerou prejuízos de R$498 milhões em pagamentos de salários a escritores, e de cerca de R$874 milhões a trabalhadores de outras categorias na área de filmes, informou o jornal estadunidense The New York Times.

Os membros do sindicato ainda devem realizar no dia 25 uma votação para ratificação do contrato com a Alliance of Motion Picture & Television Producers (em português, Aliança de Produtores de Filmes e Televisão).

O fim da greve também encerra as dúvidas sobre o Oscar, que deve acontecer normalmente no próximo dia 24 - o protesto dos roteiristas provocou o cancelamento da cerimônia de premiação do Globo de Ouro, que deveria ter acontecido em janeiro.