Em entrevista que está sendo leiloada, John Lennon revela que gravar o último disco dos Beatles “foi um inferno”

O músico fez a polêmica afirmação ao Village Voice em 1969

Redação Publicado em 08/09/2013, às 14h17

Beatles
AP

Segundo revelou John Lennon em 1969, gravar o 12º e último disco dos Beatles “foi um inferno". O áudio de uma entrevista concedida por ele ao Village Voice vai a leilão este mês. Na gravação, o músico desabafa a respeito desse último período em que o grupo ainda estava junto. A entrevista teve mais ou menos uma hora de duração.

"Estamos passando por um inferno. Frequentemente fazemos isso. É uma tortura toda vez que produzimos algo", disse Lennon. "Os Beatles não têm nenhuma magia que você não tenha. Sofremos um inferno toda vez que fazemos algo e temos de lutar com cada um de nós. Imagine trabalhar com os Beatles, é duro", desabafou. "Há somente tensão. É tenso cada vez que a luz vermelha (no estúdio de gravação) se acende."

O álbum em questão, Let it Be, foi gravado majoritariamente em Londres, naquele ano, como complemento do filme de mesmo nome.

"Nunca terminamos o álbum, na verdade. Não queríamos fazê-lo. Era Paul que nos incentivava para fazê-lo", afirmou, descrevendo que havia muito atrito.

Segundo a casa de leilões RR Auction, a entrevista, que está em duas fitas, ficou 40 anos esquecida em uma caixa, no apartamento de Howard Smith, o jornalista que fez a matéria.