Pulse

Eric Clapton lamenta a morte de B.B. King: “não restaram muitos para tocar da maneira pura como ele tocava”

Artistas como Lenny Kravitz e Ringo Starr também publicaram mensagens prestando homenagem ao lendário bluesman

Redação Publicado em 15/05/2015, às 10h44 - Atualizado às 11h50

B.B. King e Eric Clapton: Riding with the King, lançado em 2000.

Ver Galeria
(4 imagens)

O lendário guitarrista e cantor B.B. King, que ajudou a popularizar o blues elétrico – tocando para diversas plateias por mais de seis décadas – morreu na última quinta, 14, em Las Vegas, nos Estados Unidos. Ele tinha 89 anos.

Como um garoto, aos 87 anos em 2012, B.B. King fez show memorável em São Paulo. Relembre aqui.

King, que foi diagnosticado com diabetes há cerca de 30 anos, foi hospitalizado no mês passado devido a uma desidratação. No último mês de outubro, ele foi forçado a cancelar oito datas de shows por desidratação e exaustão. O advogado dele, Brent Bryson, confirmou a morte à agência de notícias Associated Press na madrugada desta sexta.

Blues e muito charme: B.B. King encantou São Paulo em 2010. Relembre aqui.

Eric Clapton, parceiro de longa data do bluesman, foi às redes sociais para lamentar a morte do amigo. "Só queria expressar minha tristeza e dizer obrigado ao meu querido amigo B. B King. Queria agradecê-lo por toda a inspiração e incentivo que ele me deu ao longo dos anos e pela amizade que mantivemos. Não restaram muitos para tocar da maneira pura como ele tocava”, afirmou Clapton, que gravou ao lado de King o álbum Riding with the King, de 2000.

BB King a dear friend and inspiration to me....

Posted by Eric Clapton on Friday, May 15, 2015

O guitarrista Lenny Kravitz também demonstrou seu respeito ao artista, valorizando a elegante postura musical de B.B. King. "B.B., qualquer um podia tocar mil notas e nunca dizer o que você dizia com uma. #RIP #BBKing". O ex-Beatle Ringo Starr foi outra figura a se manifestar em relação à morte da lenda do blues. "Deus abençoe B.B. King. Paz e amor para a família dele. Ringo e Barbara”.

"Descanse em paz, B.B. King. Um dos melhores guitarristas de blues que já existiu, talvez o melhor. Podia fazer mais com uma nota musical do que qualquer um. #respeito", publicou o cantor Bryan Adams.

"A emoção se foi. Obrigado Riley B. King. Descanse em paz", escreveu o cantor brasileiro Lulu Santos.

“Ele é, sem dúvidas, o mais importante artista originário do blues em todos os termos”, escreveu Eric Clapton em sua biografia de 2008. “E o homem mais humilde e genuíno que você gostaria de conhecer. Em termos de dimensão ou estatura, acredito que se Robert Johnson fosse reencarnado, ele seria, provavelmente, B.B. King”. No vídeo publicado nesta sexta, 15, Clapton ressaltou a imensurável importância do amigo para a música. “Aos que não conhecem a obra de King, eu indicaria o álbum Live At The Regal (1965)”, afirmou o britânico.