Eric Clapton não fará shows em locais que exigem vacina contra Covid-19

Após diversas polêmicas relacionadas à Covid-19, Eric Clapton Clapton não fará shows 'em qualquer palco onde exista um público discriminado'

John Blistein | Rolling Stone EUA. Tradução: Marina Sakai (sob supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 22/07/2021, às 13h39

None
Eric Clapton (Foto: Kevin Winter/Getty Images)

Eric Clapton afirmou como não fará shows em locais que exigem vacinas contra a Covid-19. O artista emitiu uma declaração como resposta ao anúncio do Primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, da última segunda, 19 de julho, dizendo que comprovantes de vacinação seriam necessários para entrar em casas noturnas e locais de eventos.

O comunicado de Clapton foi divulgado na conta do Telegram do arquiteto e produtor de cinema Robin Monotti, quem também se mostrou cético em relação à vacina contra a Covid-19 e expressou outras dúvidas sobre a resposta do governo do Reino Unido à pandemia. (Anteriormente, o cantor de “Tears In Heaven” compartilhou uma mensagem sobre sua experiência “desastrosa” após tomar o imunizante na página de Monotti.)

 
 
 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A post shared by Eric Clapton (@ericclapton)

 

+++LEIA MAIS: Eric Clapton reclama de estar sendo ignorado por outros músicos: 'Meu telefone não toca'

“Seguindo o anúncio do Primeiro-ministro na segunda, 19 de julho de 2021, sinto-me na obrigação de fazer a minha própria declaração,” disse Clapton. “Gostaria de dizer: não me apresentarei em qualquer palco onde exista um público discriminado presente. A menos que todas as pessoas possam comparecer, reservo-me o direito de cancelar o show.”

A mensagem veio acompanhada de um link para a música anti-lockdown de Clapton em parceria com Van Morrison chamada “Stand and Deliver.” Representantes do artista não responderam aos pedidos da Rolling Stone EUA para comentar o assunto.

+++LEIA MAIS: Eric Clapton acredita que vacina contra Covid-19 afeta fertilidade: 'É um dos riscos'

Em comunicado à Rolling Stone EUA em maio de 2021, um porta-voz do MHRA, o órgão governamental do Reino Unido que supervisiona a vacinação, reiterou que “mais de 56 milhões de doses de vacinas contra Covid-19 foram administradas no Reino Unido, salvando milhares de vidas por meio do maior programa de vacinação já realizado neste país.”

O porta-voz do MHRA acrescentou: “Nosso conselho continua sendo: os benefícios da vacina AstraZeneca são maiores do que os riscos na maioria das pessoas. Ainda é de vital importância que as pessoas se apresentem para a vacinação quando convidadas a fazê-lo.”

+++LEIA MAIS: Eric Clapton e Van Morrison se reúnem para lançar canção contra o isolamento social

Os próximos shows marcados de Clapton no Reino Unido começam apenas em maio de 2022, com duas datas no Royal Albert Hall, em Londres. O artista também tem alguns compromissos marcados na América do Norte para setembro de 2021.


+++ RS TRENDING | CONHEÇA OLIVIA RODRIGO: VIDA, RECORDES, SOUR E MAIS!