Espólio de Michael Jackson exige que a MSNBC não exiba documentário sobre Conrad Murray

Executores dizem que o filme exime o médico condenado de culpa pela morte do cantor

Matthew Perpetua Publicado em 11/11/2011, às 09h11 - Atualizado às 09h22

Conrad Murray
AP

Os executores do espólio de Michael Jackson estão exigindo que a MSNBC cancele seus planos de exibir um documentário a respeito da relação do cantor com o Dr. Conrad Murray, o médico que foi condenado no início desta semana por homicídio culposo na morte do astro do pop. A informação é do site do jornal LA Times.

De acordo com o espólio de Jackson, Michael Jackson and the Doctor: A Fatal Friendship, tenta “jogar a culpa, após a condenação, para Michael Jackson, mesmo depois de o júri ter considerado as provas e rejeitado esse argumento”.

A MSNBC comprou o documentário da October Films, uma produtora britânica, e programou a exibição do programa para esta sexta, 11, e na próxima segunda, 14, à noite. Seria veiculada também uma entrevista com Murray conduzida pela correspondente da NBC News Savannah Guthrie. A emissora ainda não respondeu ao pedido do espólio.