Pulse

Está na hora dos jovens deixarem o celular e tomarem as ruas, pede Clemente, líder dos Inocentes

Banda apresenta "Donos das Ruas", primeira música do novo EP do grupo, com exclusividade na Rolling Stone Brasil

Yolanda Reis Publicado em 04/04/2019, às 15h16

None
Inocentes lançam Cidade Solidão (Foto: Murilo Amâncio)

"Donos das Ruas" é o mais nova música dos Inocentes, lançada nesta quinta, 4, pela Rolling Stone Brasil. A faixa faz parte do novo EP da banda, Cidade Solidão, com lançamento marcado para a sexta, 12 de abril.

A música vem em um momento de divisão política no Brasil, no qual há algumas dúvidas sobre quem são, de fato, os donos das ruas. Para Clemente, vocalista dos Inocentes, a resposta é clara: a rua é do povo, e mais ainda, dos jovens.

“O significado de ‘donos da rua’ é aquela garotada que vai mudar os rumos de muita coisa que está acontecendo agora. Os donos das ruas têm que sair de casa, desligar o celular, falar tète-a-tète com as pessoas, e começar a ocupar os espaços que são nossos”, opinou.

Os Inocentes nasceram em 1981, e como o punk não era lá muito popular durante a Ditadura Militar,  a banda passou por alguns maus bocados, chegando a ter álbum inteiro praticamente censurado. Em tempos nos quais o presidente Jair Bolsonaro gostaria que alguns órgãos comemorassem o Golpe de 1964, Clemente reforça a ideia de que os jovens têm que ir para as ruas. “Algumas pessoas ligadas ao presidente estão tão nessa onda de direita que estão começando a mentir vergonhosamente. Onde já se viu, comemorar a Ditadura que matou um monte de gente? É um momento preocupante, para galera do país e para o mundo todo, porque a onda de direita é mundial. Está na hora desses jovens tomarem as ruas novamente.”

Outra música presente no EP é a versão remasterizada de “Escombros”, um dos maiores sucessos da banda. “A gente achou que a gravação original não tinha ficado como queríamos, e resolvemos regravar”, explicou o vocalista. 

Apesar de escolher lançar a regravação, os Inocentes tentam harmonizar o novo com o antigo, e todas as mudanças que vieram ao longo do 38 anos de banda. “Esse é um EP que olha para o passado como inspiração para seguir em frente, é uma atualização do que seria feito no começo da carreira, com a mesma energia e criatividade, trazendo elementos novos sem se distanciar das raízes.”

“Nosso estilo de música é punk, mas faz tempo que ultrapassou esse limite. Nós somos uma banda de rock, já estivemos em grande gravadoras, e hoje produzimos de maneira independente. Inocentes ultrapassou os limites do punk", enfatizou Clemente. 

A banda aposta em inovação e experimentos com o novo EP, e garantem que não planejam lançar um álbum tão cedo. “As pessoas nestes tempos consomem música a conta-gotas, ninguém tem tempo de ouvir um álbum inteiro. E nessa época dos digitais, temos essa liberdade de experimentar várias coisas, não precisa lançar algo inédito ou um álbum inteiro. Podemos lançar umas três músicas inéditas, uma regravada… As possibilidades são bem legais”, disse.

Cidade Solidão já está disponível para pré-venda no site da banda. O EP foi produzido como um disco de vinil 7" preto, e a estreia oficial é no dia 12 de abril.

Ouça “Donos das Ruas”, single do EP Cidade Solidão: