Estátua de mãos do Homem-Aranha é confundida com chifres de demônio e acusada de satanismo

A obra faz parte de um projeto de arte pública em Nebraska

Redação Publicado em 19/07/2019, às 09h38

None
Homem Aranha (Foto: Divulgação)

Uma escultura com as mãos vermelhas e pretas formando uma teia de aranha instalada perto do Lincoln Children's Zoo, em Nebraska, ofendeu tanto uma mulher a ponto dela escrever uma carta ao prefeito Leirion Gaylor Baird exigindo que a obra fosse retirada do local. 

+++ LEIA MAIS: Homem-Aranha: Longe de Casa: 9 easter eggs que você pode ter deixado passar

"É uma escultura de duas mãos abertas, pintadas de vermelho e preto, e formada em chifres do diabo", ela escreveu em um e-mail na última sexta, 12, chamando a arte de "anti-cristã, demoníaca e completamente inapropriada para uma atração familiar." 

Segundo a cidadã, a escultura do Homem-Aranha é feia, perversa e um "crime de ódio contra a igreja".

+++ LEIA MAIS: Diretor explica cena pós-créditos em Homem-Aranha: Longe de Casa

No entanto, um oficial responsável, Lin Quenzer, explicou a senhora em questão, que a obra não era os chifres do diabo e sim, uma das 50 esculturas instaladas em toda a cidade pelo projeto de arte pública "Serving Hands Lincoln", que beneficiará a Campus Life.

+++ LEIA MAIS: Homem-Aranha: Longe de Casa é ótimo quando esquece que é um "filme de super-herói" [ANÁLISE]

Matt Schulte, diretor executivo do grupo sem fins lucrativos, concordou com Quenzer e explicou que as cores são uma referência às representações do super-herói, que tradicionalmente usa azul e vermelho.

"Claramente tem uma intenção infantil muito brincalhona.", afirmou Schulte. Ele também elogiou o apoio da comunidade e entusiasmo sobre as esculturas e deixou claro que a cidade não a removeria de lá. 


+++ SESSION ROLLING STONE: Francisco, El Hombre abre um diálogo sobre depressão com "Parafuso Solto :: Peso Morto"