Estreia da terceira temporada de Game of Thrones bate recorde de pirataria

Mais de um milhão de pessoas fizeram o download do primeiro episódio, exibido na noite de domingo, 31

Redação Publicado em 05/04/2013, às 11h45 - Atualizado às 11h56

Game of Thrones
Reprodução/Vídeo

A terceira temporada de Game of Thrones estreou no domingo, 31, simultaneamente no Brasil e nos Estados Unidos, sendo vista por 4,4 milhões de pessoas oficialmente. Isso porque, através de download ilegal, outras 1 milhão baixaram o episódio no mesmo dia em que ele foi exibido.

A Mão por Trás do Trono: George R.R. Martin fala sobre Tyrion, cenas de sexo e o próximo livro de As Crônicas de Gelo e Fogo

O número, segundo o site Torrent Freak, bateu recorde de pirataria no mundo virtual. Uma das razões para isso foi justamente a falta de serviços de vídeo, como Netflix, que auxiliaria as pessoas que não possuem acesso ao canal por assinatura.

Em dado momento, aproximadamente 163 mil pessoas baixavam o mesmo arquivo, um número que também é considerado um recorde. A série épica teve 4,3 milhões de download ilegais na temporada passada, exibida em 2012.

Embora a pirataria traga malefícios para a indústria, o escritor e criador da saga As Crônicas de Gelo e Fogo, que originou o seriado televisivo, George R. R Martin vê como lisonjeiro o download. E até mesmo o presidente de programação da emissora, Michael Lombardo, não vê isso como algo completamente ruim.

“Eu provavelmente não deveria dizer isso, mas é meio que um elogio”, disse ele, à Entertainment Weekly. “A demanda está lá. E certamente não causa um impacto negativo nas vendas de DVD. [A pirataria] é algo que vem junto com uma atração muito bem-sucedida em um canal por assinatura”.

Game of Thrones, aliás, segue firme na grade da HBO, que já confirmou a encomenda para a quarta temporada.