Estudantes dizem que escreveram o refrão de "Ai Se Eu Te Pego"

Vídeo publicado na última terça, 31, mostra a compositora Sharon Acioly creditando a canção às suas três backing vocals; assista aqui

Redação Publicado em 01/02/2012, às 17h55 - Atualizado às 18h00

Sharon Acioly
Divulgação

Um trio de estudantes paraibanas reinvindicou nesta quarta, 1, a autoria do refrão da música "Ai Se Eu Te Pego", composição creditada a Sharon Acioly e Antônio Dyggs, famosa mundialmente na interpretação do cantor sertanejo Michel Teló.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

Amanda Cruz, Aline Medeiros da Fonseca e Karine Assis Vinagre disseram, em entrevista à jornalista Taís Toti, do portal Uol, que Sharon parou de creditar a música ao trio, como faz em um vídeo de um show de 2008, publicado na última terça, 31, no YouTube. "Anteriormente ela citava nosso nome, falava das 'meninas de João Pessoa'", contou Amanda. "Agora, em todos os lugares que ela vai, entrevistas na televisão, ela não cita nosso nome em nenhum momento."

Além do vídeo em que Sharon credita a música, Amanda afirmou que tem e-mails guardados em que a compositora pede autorização para usar a música, que anteriormente era um funk. As três estudantes, junto a mais quatro amigas, teriam composto o hit durante uma viagem à Disney, em 2006.

O refrão "Nossa, nossa, assim você me mata. Ai se eu te pego, delícia" foi feito em homenagem a um guia turístico do grupo, segundo Amanda. Apesar de serem sete as compositoras do refrão, apenas as três citadas acima pretendem entrar na justiça pelos direitos autorais.

Em entrevista à edição de fevereiro da Rolling Stone Brasil, em breve nas bancas, Sharon falou sobre a música. “A princípio, era um funk. Mas aí o Antônio Diggs soube da brincadeira e me falou: ‘Sharon, eu fiz essa música de forró pra minha banda’. E daí eu curti e a gente fez essa parceria”, disse. A reportagem procurou novamente Sharon Acioly, mas ela não quis se pronunciar sobre o assunto.

Assista abaixo ao vídeo em que a compositora credita a canção às três estudantes: