Estúdio londrino onde Dylan, Radiohead e outros artistas gravaram deve virar conjunto de apartamentos

Dono pretende reformar o local “obsoleto” que um dia pertenceu ao Eurythmics

Rolling Stone EUA Publicado em 21/08/2012, às 12h02 - Atualizado às 12h08

Bob Dylan
AP

Um estúdio londrino onde Bob Dylan (foto), Elvis Costello e Eurythmics trabalharam pode virar um conjunto de apartamentos, informou a BBC.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

O dono do lugar, David Gray, que também é músico, pediu às autoridades locais autorização para transformar os estúdios Church em cinco apartamentos e um escritório, apesar das opiniões contrárias de alguns vizinhos. Annie Lennox e Dave Stewart, do Eurythmics, transformaram a então capela em estúdio em 1984. A sala principal, um dos maiores espaços de gravação ainda existentes em Londres, recebeu, além de Dylan e Costello, artistas como Radiohead e Depeche Mode. Gray, que fez sucesso com o disco White Ladder (1998) comprou os estúdios em 2003.

O arquiteto dele diz que as instalações “estão agora obsoletas e não oferecem um futuro viável para a construção”, embora os vizinhos afirmem que perder os estúdios teria “um impacto significante na vitalidade da cena de artes local” e para os músicos que usam o espaço.

Stewart viveu lá com Annie Lennox, em um apartamento adjacente, onde eles gravaram músicas como “Sweet Dreams”. O compositor e produtor escreveu recentemente no Facebook que, de certa forma, concorda com Gray.

“Tem tantas memórias para mim”, afirmou Stewart. “Não apenas as gravações. Eu fazia saraus à noite com poetas, filósofos, músicos, etc... Dylan aparecia com sua banda, ou Joni Mitchell tocava bateria! As coisas mudaram agora. A cena musical não é a mesma, eu entendo ele [David Gray] ter de vender. Eu não me incomodava com o custo de manter o estúdio (sempre com prejuízo).”