Estúdio pede ajuda para recuperar mesa de mixagem que gravou Ten, do Pearl Jam

A Neve 8048, construída em 1973, também foi usada na gravação de discos de Soundgarden, Alice in Chains, Temple of the Dog, Death Cab for Cutie e Cat Power

Rolling Stone EUA Publicado em 18/04/2014, às 14h15 - Atualizado às 16h01

Pearl Jam - Ten
Reprodução

A mesa de mixagem usada para gravar discos como Ten, do Pearl Jam, e Louder Than Love, do Soundgarden, precisa desesperadamente de reparos. Para reunir dinheiro suficiente para consertá-la, os donos do estúdio no qual ela se encontra, o London Bridge Studio, em Seattle, lançaram uma campanha de crowdfunding.

Saiba como foi o show do Pearl Jam no Lollapalooza Brasil.

Desde que foi instalada lá, em 1985, a Neve 8048, fabricada em 1973, já foi usada para gravar discos de Alice in Chains, Temple of the Dog, Mother Love Bone, 3 Doors Down, Death Cab for Cutie e Cat Power, entre outros.

Agora, ela precisa de uma reforma bastante cara para continuar a ser usada. O estúdio busca arrecadar US$ 75 mil até este sábado, 19, para que o trabalho seja feito e ela volte à ativa.

“Chegamos ao consenso de que a Neve era simplesmente muito importante para a comunidade musical de Seattle para ser substituída”, disse Eric Lilavois, um dos donos do London Bridge. “Ao invés de aumentarmos os preços do estúdio e o torná-lo inacessível para a comunidade musical, nós estamos convidando pessoas interessadas em conservar essa riqueza histórica a fazer parte da restauração e ajudar que a mesa esteja disponível por mais 40 anos.”

Em 2014, foi a vez do Soundgarden se apresentar no Lollapalooza brasileiro. Veja a nossa cobertura completa.

O outro dono do estúdio, Jonathan Plum, diz que existem apenas algumas outras mesas Neve como esta nos Estados Unidos. “Nós estamos pedindo ajuda para a nossa comunidade”, disse. “A importância desta Neve e o significado histórico dela podem dar oportunidade para gerações de artistas que estão por vir.”

Os prêmios pelas doações incluem camisetas com a estampa “Team Neve”, discos do Fleet Foxes autografados, uma pele de bateria assinada pelo 3 Doors Down, sessões no estúdio e, por US$ 15 mil, o doador terá um tempo no estúdio com um “produtor surpresa”. Um comunicado enviado à imprensa revela que se trataria de Rick Parashar, quem trabalhou nos discos Temple of the Dog (Temple of the Dog), Ten (Pearl Jam), Sap (Alice in Chains), Blind Melon (Blind Melon), Silver Side Up (Nickelback ) e Have a Nice Day (Bon Jovi), entre outros.

Artista "recria" 20 bandas icônicas usando LEGO.

Assista ao vídeo da campanha: