Estúdios Abbey Road não estão à venda, diz EMI

Gravadora desmente boatos e diz que está trabalhando em projeto de revitalização do edifício londrino

Da redação Publicado em 22/02/2010, às 11h20

Capa do disco Abbey Road, dos Beatles: estúdios imortalizados pela banda não está à venda, diz gravadora
Reprodução

Ao que tudo indica, as informações sobre a venda dos estúdios londrinos de Abbey Road, eternizados pelos Beatles, não passavam de boato. Foi o que afirmou a própria gravadora em um comunicado neste domingo, 21, de acordo com o site da BBC News.

No anúncio da EMI, a gravadora diz que os estúdios continuarão sob sua responsabilidade e comentou que, no ano passado, até chegou a rejeitar uma oferta de compra do edifício histórico. "Em 2009, recebemos uma oferta de compra de mais £ 30 milhões, mas rejeitamos porque acreditamos que Abbey Road deve seguir nas mãos da EMI".

A companhia também revela que está trabalhando com outras empresas em um projeto de revitalização dos estúdios. Na nota, a EMI explica: "Os estúdios Abbey Road estão perdendo dinheiro há alguns anos. Por isso, estamos desenvolvendo um plano de revitalização. Estes projetos envolvem uma injeção substancial de capital novo".

A gravadora também disse que o English Heritage, órgão de proteção ao patrimônio da Inglaterra, está acelerando o processo, e que eles estão discutindo sobre os planos de revitalização desde o mês de novembro do ano passado. Nada foi falado sobre os boatos de que a EMI estivesse passando por problemas financeiros.

Nos últimos dias, surgiram alguns rumores de que a gravadora EMI estivesse vendendo os estúdios para quitar uma dívida. O ex-beatle Paul McCartney até chegou a defender a salvação de Abbey Road e incentivou uma campanha na internet para que a National Trust comprasse o edifício, a fim de torná-lo patrimônio nacional da Inglaterra. O compositor e produtor Andrew Lloyd Webber também havia se interessado na compra.