“Eu gostava muito do cara”, afirma Dinho Ouro Preto sobre Champignon

Vocalista do Capital Inicial lamentou a notícia desta segunda, 9

Redação Publicado em 09/09/2013, às 10h34 - Atualizado às 10h36

Dia do rock - roqueiros - Dinho Ouro Preto
Ignacio Aronovich

Muita gente começou esta segunda, 9, atordoado com a notícia do suicídio do baixista Champignon, do Charlie Brown Jr. Dinho Ouro Preto, vocalista do Capital Inicial, recorreu a sua página no Facebook para se pronunciar a respeito:

Relembre alguns momentos da vida de Champignon.

“Tô em Porto Alegre e trocando e-mails com as pessoas há horas para saber se é verdade a história do Champignon. Não consegui acreditar no começo, mas agora, horas depois, estão dizendo que infelizmente é”, afirmou o músico, que em mais de uma oportunidade dividiu o palco com o baixista e mais recentemente vocalista d’A Banca.

“Fico arrasado. É muito triste. Eu gostava muito do cara. Sangue bom, engraçado e generoso. Tentei falar com alguém da banda e não consegui. Nessas horas não sei nem o que dizer. É só tristeza e incompreensão, o Champignon tinha tanto talento e projetos pela frente”, lamentou Dinho. “O que aconteceu? Que tragédia. Meus sinceros pesares pra sua mulher, família, amigos, e todos da Banca.”