“Eu quero que meus fãs sintam medo”, diz autor de Game of Thrones

George R. R. Martin, autor da saga literária As Crônicas de Gelo e Fogo que inspirou a série televisiva, diz que se sente culpado ao deixar atores desempregados

Redação Publicado em 06/06/2013, às 11h10 - Atualizado às 11h21

George R.R. Martin
AP

Atenção: o texto abaixo contém spoilers.

Após o chocante episódio de domingo, 1°, o penúltimo da terceira temporada de Game of Thrones, o autor da saga literária que inspirou a série da HBO George R. R. Martin foi convidado para participar do talk show de Conan O'Brien, na noite desta quarta-feira, 5.

Ele foi questionado pelo apresentador, que se mostrou indignado – como muitos fãs da série – com o destino reservado aos personagens Robb Stark (Richard Madden), a mãe dele, Catelyn (Michelle Fairley), a esposa grávida dele, Talisa (Oona Chaplin): todos mortos em um episódio que, na trama, ganha o nome de Casamento Vermelho.

Richard Madden, o Robb Stark, fala sobre o destino surpreendente de seu personagem na série

“Como leitor ou como público de TV, eu sempre gostei de coisas inesperadas. Sempre gostei que o suspense fosse real”, explicou-se Martin. “Eu quero que os leitores e meu público tenham medo quando os personagens estão em perigo. Eu quero que eles sintam medo ao virar para a próxima página porque o personagem pode não sobreviver”.

Como a série literária virou televisiva, contudo, Martin garante que tem sentido mais peso na consciência. “Uma coisa é matar esses personagens quando eles são apenas pessoas criadas no papel”, diz ele. “Mas quando você encontra os atores que interpretam esses personagens e você sabe que os deixará desempregado, isso cria um certo sentimento de culpa”.

Assista ao trecho da entrevista no player abaixo: