Pulse

Eu tenho um orgulho enorme do que fiz na vida, diz Ozzy Osbourne

Black Sabbath completa 50 anos com uma exposição em sua homenagem

Redação Publicado em 18/04/2019, às 15h08

None
Ozzy Osbourne (Foto:Amy Harris/Invision/AP)

O Black Sabbath completa 50 anos em 2019. Em sua homenagem, o Birmingham Museum & Art Gallery preparou uma exibição especial. A mostra vai exaltar a vivência dos integrantes, o berço do Heavy Metal que levaram para Birmingham e os fãs do grupo.

Um vídeo especial apresenta um pouco da exposição para os fãs. Nele, Ozzy Osbourne, Tony Iommi, Geezer Butler e Bill Ward falam um pouco sobre os fãs, a carreira e sobre a vida.

+++ Solta o riff! Rolling Stone Brasil vai premiar o melhor riff com prêmios exclusivos no Instagram 

Ozzy garantiu que não se arrepende do que fez e viveu. Pelo contrário: sente orgulho de suas raízes e da onde chegou. “Bom, não importa o que pensam de mim - eu não tenho a chance de visitar Birmingham sempre -, eu nunca tentei esconder meu sotaque, e nunca neguei que sou de Birmingham", disse.

“Eu tenho um orgulho enorme do que fiz na vida, é inacreditável. Continuem seguindo seus sonhos, porque, quer saber? De vez em quando se realizam. É uma honra fazer parte do Home of Metal. Eu sou só um cara de Birmingham que foi abençoado por ter tantos fãs dedicados em minha carreira”, completou.

Os outros integrantes da banda concordaram que os fãs do Black Sabbath são incríveis. “Fãs são nosso sangue, sempre estiveram aí para nos apoiar”, disse Iommi. “Eu sempre acreditei que os fãs de Sabbath são os mais leais e honestos, e mais cabeça aberta. Eu agradeço a cada um, e a todos, pelo apoio incrível que nos deram durante os anos”, acrescentou Butler.

A exposição consiste de diversas peças para rememorar a carreira da banda. São diversas fotos, presentes de fãs, figurinos de turnê, joias, e diversos outros, saídos diretamente do acervo pessoal da banda. Memorabília do Black Sabbath também será exibida: pôsteres, entradas de shows, gravações e diversos outros, desde os anos 70 até os dias de hoje.

Birmingham foi o berço do sucesso da banda, e o museu vai enfatizar isso. Estarão em exibição pôsteres e fotos das primeiras apresentações do Black Sabbath, bem no início da carreira, ainda se apresentando somente na cidade.

E, para completar, uma enorme coleção de fotos dos fãs do Black Sabbath e suas mais diversas facetas e gostos. Tem fotos de homens, mulheres, crianças, idosos… Algumas são mostradas no vídeo. Veja:


Entrevista RS: Di Ferrero fala sobre música pop, vida pós-NX Zero e projeto engavetado com Emicida: