Ex acusa e processa Dan Brown de O Código Da Vinci: ‘Vida de mentiras’

Blythe Brown acusou o escritor de sustentar inúmeros casos amorosos com o dinheiro do casal

Redação Publicado em 01/07/2020, às 08h04

None
Dan Brown (Foto: Getty Images / Christopher Polk / Equipe)

A ex-esposa de Dan Brown, Blythe Brown, abriu um processo contra o escritor de O Código Da Vinci e o acusou de usar os bens do casal para sustentar casos amorosos extraconjugais, de acordo com a revista People. 

Os documentos da ação judicial foram registrados no tribunal de New Hampshire e afirmam que Blythe apoiou a carreira do autor desde o início do casamento deles, que foi oficializado em 1997 e encerrado em 2019. 

Além disso, a ex-companheira contribuiu para o desenvolvimento das obras do escritor com “temas chave e ideias críticas”, que incluem O Código Da Vinci, obra de sucesso no início dos anos 2000.

+++ LEIA MAIS: Inferno, filme baseado na obra do escritor Dan Brown, completa trilogia de forma eficiente

Contudo, Brown viveu “uma vida proverbial de mentira” e teve uma “conduta infiel e notória”, segundo Blythe. Ela ainda disse que o ex-marido teve casos com uma cabeleireira, uma personal trainer e uma treinadora de cavalos, para quem comprou “presentes extravagantes” durante um caso de seis anos. 

"O relacionamento entre Blythe e Dan era baseado em confiança mútua, respeito e honestidade, ou pelo menos era o que ela acreditava. No fim, nos últimos anos do casamento, Dan passou a mentir e a decepcioná-la sistematicamente", descreve o documento. 

Brown negou as acusações e afirmou que tinha poucas coisa em comum com Blythe, por isso tentou pedir divórcio três vezes, mas a ex-parceira tinha recusou. 

+++ LEIA MAIS: Netflix de salvadora para canceladora de séries?

"Por motivos que só ela e seu advogado sabem, Blythe Brown criou neste processo uma história fictícia e vingativa sobre os aspectos do nosso casamento, com o objetivo de me machucar e me envergonhar", Brown disse para a revista People

O escritor ainda afirmou no processo: "Estou surpreso que, agora, anos depois, Blythe esteja buscando ainda mais e fazendo falsas alegações. Também estou triste por não existir boa vontade suficiente de 21 anos de casamento para moderar as ações infelizes dela".


+++ RAEL | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO