Ex-baterista do Velvet Underground diz que Lou Reed era “um amigo bom e leal”

Maureen Tucker escreveu homenagem ao músico em jornal britânico

Rolling Stone EUA Publicado em 16/12/2013, às 12h53 - Atualizado às 13h02

Maureen Tucker
Reprodução

Maureen Tucker, ex-baterista do Velvet Underground, relembrou Lou Reed em um tributo publicado neste domingo, 15, no jornal britânico The Observer, se referindo ao antigo companheiro de banda como um “ótimo compositor” e “um amigo bom e leal”. Reed morreu aos 71 anos, em outubro, devido a problemas no fígado. Ele havia passado por um transplante meses antes.

Lou Reed: 20 músicas essenciais da lenda do rock.

“Só agora que está caindo a minha ficha de que ele não está mais por aí”, Maureen escreveu em parte do texto, que detalha como ela conheceu Reed (por meio do irmão mais velho dela, que era amigo de Reed na faculdade) e o primeiro show do Velvet Underground (“muitas pessoas ficaram perplexas”).

Maureen se lembrou de quando escutava música no apartamento de Reed no Greenwich Village, em Nova York, quando ele a deixou impressionada pelas sutilezas que percebia no que ela descreveu como “uma coleção extraordinária de discos: rock and roll dos 1950 em vinis de 45 rotações e cantores de doo-wop de quem eu nunca havia ouvido falar”.

Embora conhecesse o lado ranzinza de Reed, ela disse que isso era o resultado do perfeccionismo dele. “Era só o jeito dele, mas ele também era incrivelmente encorajador e generoso.”

Ouça “I’m Not A Young Man Anymore”, música perdida do Velvet Underground.

Mesmo quando o Velvet Underground se separou, os dois mantiveram contato. “Era uma daquelas amizades em que não importava o fato de não nos vermos muito”, escreveu. “Nós nos encontrávamos depois de dois ou cinco anos e ainda parecia que havíamos nos visto na semana passada. Quando você envelhece, percebe que esse tipo de amizade é raro, então sinto muita falta dele.”