Ex-empresário do Pearl Jam admite ter roubado US$ 380 mil da banda

Rickey Charles Goodrich era diretor financeiro da empresa que cuidava da carreira do grupo grunge

Redação Publicado em 23/12/2013, às 15h07 - Atualizado às 16h18

Galeria - 15 músicas incríveis do Pearl Jam - Destaque
Carolina Vianna

O Pearl Jam teve parte dos lucros desviado pelo diretor financeiro da empresa que cuidava da carreira da banda ao longo de quatro anos. Rickey Charles Goodrich , diretor financeiro da Curtis Inc, confessou ter desviado US$ 380 mil até o momento da sua demissão, em setembro de 2010. As informações são do britânico The Guardian.

15 músicas insanamente incríveis do Pearl Jam que só os maiores fãs conhecem.

A investigação começou a ser conduzida janeiro de 2011, pela polícia de Seattle, e a sentença de Goodrich será dada em 21 de fevereiro de 2014. Até lá, o acusado afirma que terá restituído o valor desviado – até o momento, ele retornou US$ 125 mil.

Entrevista - Por dentro das gravações do novo álbum do Pearl Jam, Lightning Bolt.

Goodrich foi acusado de 33 casos de roubo em junho de 2012. Em 2009, enquanto ele ainda trabalhava na empresa, os empresários da banda notaram discrepâncias nos relatórios financeiros entregues pelo funcionário. A promotoria afirma que ele usou o dinheiro para pagar dívidas próprias, assim como para compras de itens pessoais.

Saiba como foi o show do Pearl Jam no Lollapalooza Brasil.

A banda não quis comentar o caso.