Ex-esposa de Elton John revela ter trocado de identidade e se escondido após divórcio; Renate Blauel processa o músico

Segundo os advogados de Blauel, os danos causados por John equivalem a mais de £ 3 milhões

Redação Publicado em 24/07/2020, às 16h09

None
Elton John durante a turnê "The Red Piano" em 2009 (Foto: Ethan Miller / Getty Images)

A ex-mulher de Elton John, Renate Blauel, adotou uma nova identidade e se escondeu numa vila britânica na tentativa de eliminar sua conexão com o cantor, segundo os arquivos do processo judicial multimilionário contra ele (via The Guardian).

+++LEIA MAIS: Ex-esposa de Elton John abre processo contra o cantor; eles se divorciaram em 1988

Blauel está buscando danos substanciais de John, alegando que ele causou um profundo  sofrimento psicológico ao violar um contrato de divórcio realizado em 1988, no qual eles concordaram em não discutir o casamento publicamente.

No mês passado, o jornal The Guardian revelou que, nas últimas três décadas, Blauel evitou a imprensa, mas abriu um processo contra seu ex-marido ao descobrir que ele havia publicado uma autobiografia, Me: Elton John, e produzido o filme Rocketman.

+++ LEIA MAIS: Elton John compara Rocketman e Bohemian Rhapsody, de Freddie Mercury: ‘O nosso fala a verdade’

Os arquivos apontam que Blauel mudou de identidade e de aparência em 2001 para se desassociar de sua vida antiga, dizendo que estava se mudando para a Alemanha para cuidar dos pais, quando, na verdade, permaneceu no Reino Unido com outro nome. Ela ainda alega que "estava vivendo em silêncio e em particular" numa vila, com um novo parceiro. 

No entanto, tudo veio abaixo assim que Blauel soube, a partir de um anúncio na TV transmitido em 2019, que John havia incluído detalhes de seu relacionamento em seus últimos trabalhos.

+++ LEIA MAIS: Elton John compartilha “o melhor conselho” que recebeu na carreira

Os representantes de Blauel afirmam que as tentativas dela de fazer alterações de última hora na autobiografia de John foram amplamente ignoradas, mas ela se opunha particularmente ao  retrato de que seu casamento com John era uma farsa. Na época, o artista estava se descobrindo homossexual.

Ainda, Blauel lutou com sua saúde mental após o divórcio e fez terapia com choque elétrico até que estivesse recuperada. No entanto, como resultado do filme Rocketman, ela sofreu uma "recaída mental devastadora" com "pesadelos recorrentes, agorafobia, ansiedade, depressão e medo, tendo que reviver seu passado constantemente."

+++ LEIA MAIS: Elton John agora tem a própria moeda oficial no Reino Unido

O advogado de Blauel, Yisrael Hiller, também revelou uma estimativa de possíveis danos a Blauel causados por John chega a £ 3 milhões. Ele acrescentou: “Em 1988, Elton concordou em respeitar sua privacidade, mas desde então ignorou repetidamente essa promessa; o processo lida apenas com o passado recente, mas houve muitas outras violações.”

Em sua defesa, os advogados de John argumentam que muitos aspectos do casamento já eram de domínio público. Além disso, afirmam que não é possível responsabilizar John pela saúde mental de Blauel, uma vez que ela estava mal antes do lançamento do filme Rocketman e de sua autobiografia.

 

 


+++ FREJAT: O DESAFIO É FAZER AS PESSOAS SABEREM QUE O DISCO EXISTE