Ex-vocalista do Misfits, Michale Graves abandona turnê no Brasil e volta para casa

O cantor é acusado de infringir os termos do contrato e pode ser processado pela produtora responsável pelos shows

Redação Publicado em 26/06/2019, às 12h38

None
Michale Graves (Foto: AP Photo/Erin Lubin)

No último domingo, 23, Michale Graves foi acusado de infringir o acordo com a produtora da qual faz parte após ter ido embora do Brasil antes de finalizar a turnê solo que fazia pelo país desde o dia 16, sem quaisquer explicações.

De acordo com a Venus Concerts, o ex-vocalista do Misfits quebrou as cláusulas do contrato ao deixar de fazer 6 dos 28 shows que estavam marcados e, por isso, pode ser processado por estelionato. 

+++ Baixista do Jesus and Mary Chain xinga Bolsonaro em prefácio inédito da biografia da banda

Após as declarações no Facebook, Graves se defendeu em uma conversa de WhatsApp alegando problemas familiares de maior urgência, e concluiu que a turnê está cancelada.

“Você está ‘assumindo’ coisas e nos ameaçando publicamente sem saber de nada. Pare", suplicou para a produtora. 

O artista também pediu para que a empresa apagasse as publicações ofensivas em que ele é difamado e chamado de “bandido”, ou ele, da mesma forma, tomará as medidas judiciais necessárias.

Posteriormente, a Venus Concerts declarou: “Certamente seríamos capazes de compreender as razões de problemas familiares e ter chegado em um acordo legal entre as partes. Mas não ser roubados e prejudicados como fomos após 22 shows de uma turnê que continha 28 no total.”

+++ De Emicida a Beyoncé: Drik Barbosa escolhe os melhores de todos os tempos