Ex-vocalista do Mötley Crüe diz que cogitou suicídio ao ser demitido da banda e terminar namoro no mesmo dia

John Corabi fez o desabafo sobre aquela época difícil em 1997 durante um show em Londres; assista

Redação Publicado em 23/11/2012, às 10h37 - Atualizado às 11h16

Motley Crue
AP

John Corabi, ex-vocalista do Mötley Crüe, desabafou durante um show que realizou em Londres no último dia 14. Ele contou ao público que "colocou uma arma na boca" após ser expulso da banda em 1997 e que continuou tendo vontade de se matar mais tarde naquele mesmo dia, quando foi deixado pela então namorada. Assista ao vídeo abaixo.

Arquivo RS: em 1987, o Mötley Crüe se encontrava mergulhado em todas as tentações que o estrelato do rock podia oferecer.

Depois de Corabi ocupar o cargo de cantor do Mötley Crüe por cinco anos, Vince Neil retomou o posto e ele acabou sendo demitido. "'Você tem que sair, estamos trazendo Vince de volta'. Eu entrei no meu novo carro esportivo que tinha acabado de comprar, havia quatro semanas, abri o porta-luvas, peguei uma arma e enfiei na boca. No caminho para casa pensei: 'Merda, estou desempregado, não tenho trabalho. Como vou dizer para ela?’", disse ele, se referindo à namorada em questão.

Após dar a notícia, ela teria dito que "precisava de um pouco de espaço, precisava focar na careira". Segundo o músico, três semanas depois ele descobriu que ela estava casada com outro homem.

John está recuperado da depressão e fazendo carreira solo. Em novembro saiu o disco John Corabi Unplugged.