Exame mostra ausência de substâncias ilegais no sistema de Amy Winehouse no dia de sua morte

Teste toxicológico confirmou apenas presença de álcool no corpo da cantora, mas não se sabe se isso teve influência na morte dela

Redação Publicado em 23/08/2011, às 11h40 - Atualizado às 13h02

Amy Winehouse: exame mostra que ela não usou drogas ilegais no dia da morte
Foto: AP

De acordo com a agência internacional de notícias Associated Press, a família de Amy Winehouse declarou que o exame toxicológico feito no corpo da cantora, morta há um mês, mostrou que não havia nenhuma droga ilegal no corpo dela no dia de sua morte. A informação foi divulgada por meio de um comunicado assinado pelo porta-voz da família, Chris Goodman, nesta terça, 23.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

O texto afirma que os testes mostraram que “álcool estava presente”, mas ainda não foi determinado se a substância teve alguma influência na morte dela.

A autópsia inicial, realizada há quase quatro semanas, também não concluiu a causa de morte. Um inquérito será aberto em outubro.

Amy Winehouse, que tinha 27 anos, foi encontrada morta na tarde do dia 23 de julho, na sua casa, em Londres.