Fã de Vanessa da Mata, Eagle-Eye Cherry quer novas parcerias com brasileiros [ENTREVISTA]

O cantor está no Brasil para três apresentações da turnê Streets Of You

Isabela Guiduci Publicado em 22/10/2019, às 19h05

None
Eagle-Eye Cherry (Foto: Divulgação)

Era quase início dos anos 2000, quando "Save Tonight" dominava as rádios, os walkmans e os discmans dos brasileiros com o refrão vibrante sobre aproveitar o hoje para evitar as despedidas do amanhã. O dono do hit lançado em 1997, o cantor Eagle-Eye Cherry está no Brasil para três apresentações que integram a turnê Streets Of You.

O músico tem uma ótima relação com os brasileiros desde o lançamento de "Save Tonight", que o trouxe para o país pela primeira vez em 1999. Cherry é bem apegado à música brasileira do gênero, no qual, ele chama de "old school" - a MPB - apresentado à ele pelo pai, o jazzista Don Cherry, que faleceu em 1995.

Devido ao sucesso com os fãs no Brasil e a familiaridade com a música brasileira, o cantor voltou ao país várias vezes, mas ainda assim, a apresentação mais marcante foi a de 1999 no Free Jazz Festival: "Tive ótimos shows no Brasil, mas acho que o mais especial foi quando toquei no Free Jazz Festival, porque encontrei um amigo de longa data, um músico que tocou muitas vezes com o meu pai", contou em entrevista à Rolling Stone Brasil.

Em 2013, fez uma parceria com Maria Gadú em "Alone", para o disco dela Nós. Cherry dividiu o palco com Vanessa da Mata em um show beneficente também em 2013 e citou a cantora como referência musical quando questionado sobre quais os artistas brasileiros ele gosta de ouvir.

O músico não descarta a possibilidade de novas colaborações com brasileiros: "Não sei exatamente com quem eu poderia colaborar no próximo disco, precisaria fazer uma pesquisa, mas eu adoraria fazer algo com outro artista brasileiro."

Além disso, o disco ao vivo Stage Rio do cantor foi gravado durante um show no Circo Voador, no Rio de Janeiro, no dia 19 de janeiro de 2010 e lançado no ano seguinte em 2011. O álbum tem participação de Maria Gadú na faixa cantada pela dupla.

O novo videoclipe de Cherry da música "Down and Out", faixa do mais recente álbum Streets Of You, foi gravado em São Paulo no último domingo, 20 de outubro e prova, mais uma vez, o bom relacionamento do cantor com o país.


Os 20 anos de carreira de Eagle-Eye Cherry

Muito ligado ao pai, o contato de Cherry com a música começou dentro da família. Quando criança acompanhava, ao lado da irmã Neneh Cherry, as turnês do multi-instrumentista Don Cherry e ambos seguiram carreiras musicais. A família, para ele, é "mais uma inspiração do que qualquer coisa."

Logo após a morte do pai, em 1995, voltou para a cidade natal Estocolmo, na Suécia, porque tinha se mudado para os Estados Unidos, onde cursou cinema. Foi durante essa época que o músico iniciou o processo de composição do primeiro trabalho, Desireless, lançado em 1997: "Quando fiz meu primeiro disco, estava descobrindo quem eu era musicalmente", afirmou. O disco rendeu vários hits para o cantor, inclusive "Save Tonight" e "Falling in Love Again".

Segundo Cherry, no auge dos 51 anos, foram esses sucessos que o colocaram onde ele queria estar: "Tinha sonhos quando comecei a minha carreira e essas músicas me deram esses sonhos. Me colocaram onde eu queria estar e me deram coisas que nunca imaginei. Viajar o mundo, fazer shows e aparecer em grandes programas de TV como The Tonight Show e Saturday Night Live."

"Save Tonight" alcançou o primeiro lugar na parada norte-americana Billboard quando lançada em 1997, é a música mais ouvida no Spotify do cantor, somando mais de 230 milhões de streamings, e ainda é uma das músicas favoritas dele para os shows: "Fico muito feliz de ser uma ótima música e uma música que as pessoas adoram. Amo tocar "Save Tonight" nos meus shows. Essa música é como se fosse minha melhor amiga".

São mais de 20 anos de carreira, mas, para Cherry "parece que foi ontem que tudo começou". "O tempo não passa quando eu subo no palco e faço meus shows. Aí eu percebo o quanto eu realmente amo o que faço, porque esse sentimento nunca muda", comentou. Ainda, um dos momentos mais especiais na vida do cantor foi subir no palco do programa Saturday Night Live em 7 novembro de 1998: "É um programa que eu cresci assistindo e estar ali realmente foi algo que não conseguia acreditar que tinha acontecido."

O mais recente disco do músico, Streets Of You, foi lançado em 2018. "Faço músicas para serem tocadas ao vivo e esse disco é como voltar para casa, porque eu fiquei um bom tempo afastado da música. Esse disco foi um processo de dizer 'Sim, eu quero fazer isso'", contou. De 2004 até 2012, Cherry se afastou dos palcos para ter "uma vida normal" por um período. 

"A maior parte das músicas do novo disco falam sobre mudar e seguir em frente, olhar para trás e refletir aquilo que mudei durante a minha vida", afirmou. Para o músico, compor é também se relacionar consigo mesmo: "Sento e começo a trabalhar em cima de uma música e me divirto escrevendo sobre as pessoas. Gosto de escrever quando estou sozinho, ir para minha casa no campo e escrever muitas músicas lá."

Eagle Eye-Cherry se apresenta em São Paulo nesta quarta, 23, no Cine Joia. Depois segue para o Rio de Janeiro, onde toca no Circo Voador na quinta, 24. Por fim, Curitiba recebe o cantor no Teatro Positivo, na sexta, 25.