Fã processa Madonna por atraso de 2 horas em show nos Estados Unidos

Nate Hollander afirmou que foi prejudicado financeiramente pela mudança de horário do show da cantora que acontecerá no dia 17 de dezembro, em Miami Beach

Redação Publicado em 11/11/2019, às 08h11

None
Madonna (Foto: Reprodução / Instagram)

Um homem decidiu processar Madonna pelo hábito da diva pop de atrasar os shows. Nate Hollander abriu uma ação judicial contra a cantora e a produtora, Live Nation, por adiar o horário de um show para 2 horas depois do que estava previsto, segundo a NBC.com.

O fã relata que em agosto comprou um ingresso para o show da Madame X  Tour que aconteceria às 20 horas e 30 minutos no dia 17 de dezembro, em Miami Beach. Contudo, a produtora anunciou recentemente que o horário do show foi alterado para 22 horas e 30 minutos.

+++ LEIA MAIS: De Freddie Mercury a Madonna: 9 músicas essenciais na história do orgulho LGBTQ+ [LISTA]

Hollander afirma que tentou vender o ingresso, mas que as pessoas não querem comprar o show por causa do horário, o que causou um prejuízo financeiro de US$ 1,024 mil para ele. No documento judicial ele diz ser 'ridículo' uma apresentação em um dia de semana começar após as 22 horas.

"Os portadores de ingressos [têm] que trabalhar e ir para escola no dia seguinte, o que os impede de comparecer em concertos que terminam por volta da 1 hora da manhã", declarou Hollander. Os representantes da cantora não se pronunciaram sobre o caso.

O homem ainda ressalta que Madonna tem 'um longo histórico de chegar e começar os shows atrasada'. Esta, realmente, não é a primeira vez que reclamam dos shows da Rainha do pop. 

+++ LEIA MAIS: Por que o novo disco da Madonna é tão importante para a história?

No início do mês, a cantora foi vaiada pelo público ao subir no palco 2 horas depois do horário previsto, em Las Vegas. O show deveria começar às 22 horas e 30 minutos, mas só aconteceu por volta da meia-noite e meia. 

Além do atraso, os fãs afirmaram por meio do Twitter que Madonna não cantou os hits da carreira, conversou demais durante a performance e ainda insultou a plateia de 'pobre', o que resultou em diversos pedidos de reembolso.