Facebook nega acusações de banir capa de Nevermind

"A foto na capa na verdade não viola os termos do Facebook", disse representante após polêmica

Da redação Publicado em 29/07/2011, às 18h36

A capa de Nevermind, com o recém-nascido Spencer Elden, gerou polêmicas na última terça, 26
Reprodução

O Facebook negou na última quinta, 28, qualquer envolvimento com o sumiço da capa do disco Nevermind, do Nirvana, da página oficial do grupo. Representantes da maior rede social do mundo contaram ao site do semanário britânico NME que a foto não viola os termos de serviço da empresa, como havia sido noticiado na última terça, 26 (saiba mais aqui).

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil - na íntegra e gratuitamente!

"A foto na capa de Nevermind na verdade não viola os termos do Facebook. O Facebook permite fotos de crianças nuas 'claramente isentas de terem controle de si mesmas' em uma situação não-sexual - ou, em outras palavras, bebês", disse o representante do site. "Por quê? Compreenda dessa forma - se um parente quiser compartilhar fotos de um recém-nascido com seus avôs, nós não gostaríamos que eles não pudessem mostrá-las no Facebook."

A postagem da capa de Nevermind marca o início das comemorações do aniversário dos 20 anos do lançamento do disco, que ocorre em setembro. O bebê na capa, Spencer Elden, era um recém-nascido na época da foto, quando seus pais Renata e Rick Elden permitiram que o fotógrafo Kirk Weddle tirasse uma foto do filho na piscina, por uma quantia de US$ 200. Posteriormente, o próprio Kurt Cobain foi fotografado na mesma piscina. Hoje, Spencer trabalha como artista na Obey Giant, de Shepard Fairey, artista que ficou famoso pela confecção do cartaz "Hope", da campanha presidencial de Barack Obama em 2008.