Família de Amy Winehouse diz que documentário sobre a cantora é "enganoso"

Filme foi dirigido por Asif Kapadia, o mesmo que fez Senna

Redação Publicado em 27/04/2015, às 15h46 - Atualizado em 28/04/2015, às 12h55

A cantora Amy Winehouse
AP/Mark J. Terrill

A família de Amy Winehouse classificou o documentário Amy, dirigido por Asif Kapadia, como "um produto enganoso". Segundo informações do site NME, um comunicado oficial foi enviado aos veículos de comunicação britânicos afirmando que a obra não passa de uma "tentativa frustada de prestar homenagem à cantora".

Pete Doherty homenageia Amy Winehouse em canção inédita; ouça.

"(Os parentes) sentem que o filme é uma oportunidade perdida para prestar homenagem à sua vida e ao seu talento", ao mesmo tempo em que é enganoso e contém algumas mentiras. Há acusações concretas contra a família e sua empresária que são infundadas", diz a nota.

Amy Winehouse é homenageada com estátua de bronze em Londres.

O longa-metragem Amy, que tem estreia prevista para maio durante o festival de Cannes, explora as relações amorosas da cantora inglesa, as disputas com a mídia e a música da artista, morta em 2011, aos 27 anos, por intoxicação alcoólica. Em resposta, também divulgada através de um comunicado oficial, a equipe responsável pelo registro afirmou que "as filmagens aconteceram com o pleno respaldo da família Winehouse".

Jennifer Lawrence "se compara" a Amy Winehouse e solta a voz durante entrevista.

"Durante o processo de produção, fizemos 100 entrevistas na região com gente que conhecia Amy Winehouse, entre eles amigos, familiares e membros da industria fonográfica", finalizou. À parte o sucesso musical, a cantora passou os últimos meses de vida tendo a produção artística ofuscada por problemas pessoais, batalhas com paparazzi, conflitos legais e notícias de abuso de substâncias tóxicas.

Além da música: o legado fashion de Amy Winehouse.

Amy morreu com apenas dois álbuns lançados, Frank e Back to Black. Em dezembro de 2011, o disco póstumo Lioness: Hidden Treasures chegou às lojas, com faixas esquecidas, versões alternativas, duetos e covers. Veja abaixo o primeiro cartaz do filme: