Família do autor de O Poderoso Chefão entra na justiça contra a Paramount

O processo é uma resposta à ação iniciada pelos estúdios, que querem impedir o lançamento de um novo livro da franquia

Redação Publicado em 14/03/2012, às 13h47 - Atualizado às 15h58

Reprodução

A família do autor de O Poderoso Chefão, Mario Puzo, está entrando com uma ação no valor de US$ 10 milhões contra os estúdios Paramount. O processo é uma resposta à tentativa da Paramount de impedir que seja publicado um novo livro da franquia. As informações são da agência de notícias Reuters.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

Os advogados do espólio de Puzo também estão tentando pegar de volta os direitos cinematográficos da Paramount em relação ao best seller de 1969.

"Mario Puzo levou uma vasta riqueza para a Paramount em uma época quando a empresa precisava muito. Agora que ele morreu, a Paramount está tentando tirar de seus filhos o direito que ele especificamente reservou a eles”, disse o advogado da família Puzo, Bertram Fields. “Prometi a Mario que protegeria os filhos dele desse tipo de conduta repreensível. A Paramount quis uma Guerra e terão uma – só que teremos mais coisas em jogo do que eles esperavam."

A Paramount entrou com o primeiro processo em fevereiro, acusando os herdeiros de Puzo de aprovarem novas obras literárias da franquia sem a autorização do estúdio, o que seria uma violação do acordo. A prequel em questão, The Family Corleone, está prevista para ser lançada em maio.