Família de J.R.R. Tolkien processa Warner em US$ 80 milhões

Descendentes não concordam com o uso da imagem dos personagens dos livros em máquinas caça-níqueis

Rolling Stone EUA Publicado em 21/11/2012, às 17h58 - Atualizado às 18h51

Peter Jackson, que trabalhou em O Senhor dos Anéis, volta a adaptar a obra de J.R.R. Tolkien
Reprodução / EW

A família de J.R.R. Tolkien está processando a Warner Bros. por causa de máquinas caça-níqueis temáticas, de acordo com o The Hollywood Reporter. A ação judicial pede US$ 80 milhões em danos, acusando a subsidiária da Waerner, New Line, e o dono dos direitos autorais de O Senhor dos Anéis e O Hobbit, Saul Zaentz, de violação e quebra de contrato. A família de Tolkien cita um antigo acordo que permitia o estúdio fazer apenas produtos “tangíveis” com os livros. Eles dizem que “máquinas caça-níqueis online” e outras peculiaridades digitais são “altamente ofensivas”.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

A família originalmente ficou sabendo do Lord of the Rings: The Fellowship of the Ring: Online Slot Game [um jogo caça-nível com a temática de O Senhor dos Anéis] em setembro de 2010 e depois descobriu que a Warner Bros. planejava máquinas reais com personagens dos livros, entre outros produtos. “As partes contratantes possuem uma concessão limitada para comercializar produtos como estatuetas, utensílios de mesa, artigos de papelaria, roupas e afins”, diz o processo. “Não estava incluída qualquer concessão para o uso em eletrônicos e digitais, direitos em mídia ainda precisam ser concebidos e outros intangíveis, como direitos em serviços.”

Embora a família aponte que “hotéis, restaurantes, agências de viagem, ringtones, jogos online e empreendimentos habitacionais” como “categorias cujos direitos não foram cedidos para ela [Warner]”, sua maior preocupação é com as associações com jogos de apostas. “Não somente os produtos com jogos de azar excedem o escopo de direitos dos réus, mas essa infração de conduta ultrajou os devotos fãs de Tolkien, causando um prejuízo irreparável no seu legado, reputação e a valiosa benevolência gerada por seu trabalho.”

O Hobbit: Uma Jornada Inesperada esteia no dia 14 de dezembro.