Fãs de Harry Potter encontram 'cena de sexo' secreta no Mapa do Maroto

Cena está no filme Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban (2004)

Redação Publicado em 29/05/2020, às 13h27

None
Cartaz de Harry Potter. (Warner/Divulgação) e Mapa do Maroto (Foto: Reprodução/Warner Bros.)

Durante a quarentena, sobra tempo livre para fazer maratonas de filmes e séries. Com isso, é possível encontrar coisas escondidas nas produções. No Twitter, um usuário descobriu uma possível cena de sexo secreta no Mapa do Maroto no longa Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban (2004). 

"Dia ??? de quarentena. Achei a cena de sexo secreta em Harry Potter", escreveu @IAmLuke_M. A parte em questão está nos créditos do filme, estilizado como o Mapa do Maroto - objeto que Potter usa para descobrir aonde cada pessoa de Hogwarts está. No canto inferior esquerdo da imagem, é possível ver dois pares de pés em uma posição, no mínimo, suspeita.

+++ LEIA MAIS: Harry Potter: 5 vezes que Dumbledore foi o bruxo mais irresponsável do mundo mágico [LISTA]

A teoria de McLovin levantou questões entre outros fãs da saga. "Desculpa, mas como você pode adivinhar que estão fazendo sexo apenas pela posição?  Como você sabe que não estavam em pé, se beijando?", perguntou um. McLovin usou o movimento dos sapatos como argumento para a teoria.

Outra usuária chegou a fazer uma imagem colorida para diferenciar os pés de cada pessoa no desenho e explicar a posição. "Uma pessoa está entre as pernas da outra e têm um ritmo nos movimentos", escreveu. 

+++ LEIA MAIS: JK Rowling desmente boato sobre onde escreveu Harry Potter: ‘Nunca estive nessa livraria’

Não é a primeira vez que a cena causa controvérsia entre fãs da saga. Em 2017, o site Huffpost entrevistou Rus Wetherell, parte da equipe de efeitos visuais do filme e responsável pelos créditos. O momento não representava nenhum personagem da história e, segundo Wetherell, poderia ser "uma extensão do beijo entre Harry Potter e Cho Chang", apesar desse momento apenas acontecer no filme Harry Potter e a Ordem da Fênix (2007), lançado quatro anos após o lançamento de Prisioneiro de Azkaban

"Foi apenas uma espécie de beijinho na bochecha ", garantiu Wetherell. O diretor do filme, Alfonso Cuarón, aprovou o momento porque "era apenas algo divertido para os adultos na platéia e as crianças não entenderiam". 



+++ VITOR KLEY | A TAL CANÇÃO PRA LUA | SESSION ROLLING STONE