Fãs de K-pop lançam plataforma de ação climática; conheça o Kpop4Planet

Com fã-clubes de 98 países e mais de 100 milhões de integrantes, jovens engajam o ativismo ambiental

Redação Publicado em 04/03/2021, às 14h49

None
Blackpink no Coachella (Foto: Rich Fury/Getty Images for Coachella)

Nesta quarta, 3, fãs de K-pop ao redor do mundo lançaram uma plataforma de ação climática, o Kpop4Planet, em apoio à Conferência das Partes sobre Mudanças Climáticas da ONU (COP26), que acontece em novembro, na Escócia.

Com fã-clubes de 98 países e mais de 100 milhões de integrantes, jovens engajam o ativismo ambiental e, mais uma vez, os fãs do k-pop protagonizam uma causa para fazer do mundo um lugar melhor. É possível acompanhar o Kpop4Planet no Twitter, Instagram, Facebook (@Kpop4Planet).

+++LEIA MAIS: Fãs do BTS arrecadam R$50 mil para ajudar hospitais de Manaus


+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes


De acordo com as informações divulgadas à imprensa, o Kpop4Planet tem o objetivo de investir na poderosa capacidade de engajamento do K-pop e criar campanhas para pressionar empresas e governos a agirem em defesa do futuro.

Com a urgência e necessidade de agir em relação às mudanças climáticas, a organizadora da plataforma, Nurul Sarifah, explica que fãs espalhados por todo o mundo já estavam se unindo pela causa. 

+++LEIA MAIS: Grammy 2021: BTS merecia muito mais do que apenas 1 indicação - e provamos isso

"A mudança climática é a crise de nossa geração. Os fãs de K-pop são principalmente pessoas da geração Z e millennials. Então somos os que serão mais severamente afetados pelas decisões tomadas agora. Lutar pela justiça climática significa lutar pelo nosso futuro", diz Nurul em comunicado à imprensa. 

Ela completa: "Imagine se 100 milhões de fãs participarem juntos da ação climática - será a voz mais poderosa da mudança. Esperamos que mais pessoas se juntem à luta para desfrutar do K-pop em um planeta habitável."

+++LEIA MAIS: Quanto o Blackpink recebe pelo canal no YouTube?

Nayeon Kim, organizadora da plataforma Kpop4Planet na Coreia e ativista do movimento Jovens pelo Clima (Youth 4 Climate Action), acrescenta: "Não podemos ignorar este problema porque muitos fãs do K-pop são adolescentes."

Vale lembrar que, em fevereiro, JiSoo, Jennie, Rosé e Lisa - as quatro integrantes do Blackpink, um dos maiores grupos de k-pop - foram nomeadas defensoras oficiais da COP26. O reconhecimento vem logo após um vídeo produzido pelas artistas, e publicado em dezembro, viralizar nas redes sociais e chamar a atenção dos fãs para a gravidade da crise climática global.

+++LEIA MAIS: As integrantes do Blackpink podem namorar?

Ativismo no k-pop

O ativismo entre os fãs de K-pop, inspirados pelos ídolos, não é uma novidade. Ao redor do mundo, fãs criam ações e engajam urgentes questões sociais e políticas. 

Fãs indonésios de K-pop, por exemplo, fizeram campanhas nas redes sociais pela preservação de florestas no país e em outras nações do Sudeste Asiático, como Papua - e tiveram um grande retorno. Já na China e na Coreia é comum organizar mutirões de plantios de florestas em comemoração ao aniversário de artistas do pop coreano. 

+++ LEIA MAIS:  Review: BTS é milimétrico com disco Map Of The Soul: 7 ao entregar uma declaração de amor ao Army


+++ FBC E VHOOR REFLETEM SOBRE HIP-HOP: 'MÚSICA É PARA SER SENTIDA' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL