Fãs de Michael Jackson recebem indenização de R$ 3,30 pela morte do cantor

“Eles foram expostos ao ridículo e eu estou contente que o sofrimento deles foi levado a sério pela lei”, disse advogado

Rolling Stone EUA Publicado em 11/02/2014, às 19h58 - Atualizado em 12/02/2014, às 16h40

Michael Jackson
Doug Pizac/AP

Uma corte em Orleans, na França, decidiu que cinco fãs de Michael Jackson foram capazes de provar que sofreram “dano emocional” e os indenizou em 1 euro (aproximadamente R$ 3,30) pelo trauma. Os cinco estavam entre os 34 fãs que processaram o Dr. Conrad Murray, o homem que ministrou a dose letal de anestesia em Jackson. A BBC noticiou que os fãs, que eram todos membros do fã-clube francês de Michael Jackson, utilizaram-se de testemunhos e certificados médicos para provar o caso deles.

Os 25 momentos mais explosivos de ídolos adolescentes: Jackson 5.

“Até onde eu sei, essa é a primeira vez no mundo que a noção de dano emocional provocada pela morte de um ícone do pop é reconhecida”, comentou o advogado francês Emmanuel Ludot, que representou os reclamantes, para a agência de notícias AFP. “Eles foram expostos ao ridículo e eu estou contente que o sofrimento deles foi levado a sério pela lei."

Em 25 de junho de 2009, o mundo perdeu a maior estrela pop que já existiu: Michael Jackson. Relembre a trajetória do astro, dos tempos de Jackson 5 aos ensaios para a temporada de shows This Is It, em grandes reportagens da Rolling Stone.

O advogado disse que os fãs não iam reivindicar o dinheiro da indenização, mas que esperavam que as pessoas reconhecessem o simbolismo do veredicto. Especificamente, eles esperavam que fosse ajudá-los a ter acesso ao túmulo de Jackson, em Los Angeles, que é fechado ao público.