Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone
Notícias / Hollywood

Felicity Huffman se pronuncia sobre polêmica de suborno para faculdade

Em 2019, Felicity Huffman foi investigada pelo governo dos Estados Unidos por pagar US$ 15 mil a mentor do esquema para manipular vestibular da filha

Felicity Huffman (Foto:
Felicity Huffman (Foto:

Atriz de produções como Desperate Housewives, Transamérica e Ela é a Poderosa, Felicity Huffman se pronunciou pela primeira vez sobre polêmica de admissão de filhas em faculdade dos Estados Unidos, que começou em 2019.

A artista é acusada de uma conspiração criminosa, na qual diversos pais ricos de estudantes do ensino médio, entre eles celebridades como Lori Loughlin, de usar suborno, trapaça e outras formas de fraude ilegal para falsificar a entrada dos respectivos filhos em faculdades e universidades de elite dos EUA, como Yale, USC e Georgetown.

+++LEIA MAIS: Round 6: O Desafio: Jogador responde ao ser chamado de 'vilão' e 'me***'

O esquema foi descoberto na operação do governo chamada Operação Varsity Blues, que aconteceu em 2019, quando Huffman cumpriu 11 dias de prisão após pagar US$ 15 mil ao mentor do escândalo condenado, William “Rick” Singer, para que resultados do exame SAT (o que seria o vestibular dos EUA) da filha fossem falsificados.

"As pessoas presumem que entrei nisso procurando uma maneira de enganar o sistema e de fazer acordos criminosos proverbiais em becos, mas não foi o caso," afirmou Felicity Huffman em entrevista à ABC-7 Eyewitness News. "Trabalhei com um conselheiro universitário altamente recomendado chamado Rick Singer."

Trabalhei com ele por um ano e confiei nele implicitamente; ele recomendou programas e tutores e era o especialista. Após um ano, ele começou a dizer: 'Sua filha é não vai entrar em nenhuma das faculdades que ela deseja.' E então, eu acreditei nele.

+++LEIA MAIS: The Hives retorna ao Brasil sob luto de Randy Fitzsimmons e com plano de 'roubar fãs de bandas populares' [ENTREVISTA]

"Quando ele começou lentamente a apresentar o esquema criminoso, parecia - e eu sei que isso parece loucura na época - que essa era minha única opção para dar um futuro à minha filha," continuou a atriz. "Senti que seria uma péssima mãe se não fizesse isso. Então, eu o fiz."

Parecia que eu tinha que dar à minha filha uma chance de futuro. E então era como o futuro da minha filha, o que significava que eu tinha que infringir a lei.

Por fim, Huffman revelou como não contou à filha Sophia sobre os planos - e relembrou como hesitou quando a levou para fazer a prova: "Ela pensava: 'Podemos tomar sorvete depois? Estou com medo do teste. O que podemos fazer de divertido?' E fiquei pensando: 'Vire-se, apenas se vire.' Para minha eterna vergonha, eu não fiz isso."

+++LEIA MAIS: Feriado Sangrento ganha sequência antes mesmo da estreia no Brasil

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!