Fernando Sanches comenta saída do CPM 22

"Percebi que não rolava mais a partir do momento em que eu estava há um mês dormindo quatro horas por dia", conta o músico

Por Bruno Raphael Publicado em 29/07/2011, às 19h40

O CPM 22, ainda com seu ex-baixista Fernando Sanches (dir.)

Ver Galeria
(2 imagens)

Atualizada às 19h31

Após seis anos no comando do contrabaixo no CPM 22, o baixista Fernando Sanches anunciou seu desligamento do grupo em uma carta conjunta da banda para os fãs, publicada nesta quinta, 28. No texto, os integrantes remanescentes (Badauí, Japinha e Luciano) fazem questão de esclarecer a inexistência de qualquer tipo de atrito que tenha causado a saída dele, que assumiu o instrumento após a saída de Portoga, em 2005.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil - na íntegra e gratuitamente!

"Percebi que não rolava mais a partir do momento em que eu estava há um mês dormindo quatro horas por dia e distante do meu filho. Dentro da banda não houve nada, na verdade todos ficaram surpresos com minha decisão", conta Fernando, em entrevista à Rolling Stone Brasil. Questionado se fato semelhante pode ter levado ao principal compositor e guitarrista do grupo, Wally, a sair em 2009, ele se mantém imparcial: "Pode ser também. Cansei um pouco dessa coisa de 'banda grande', acho meio chato trabalhar com prazos. É até meio cruel com o artista. Pra mim não funciona muito".

Aparentemente, Fernando não demonstra receio de se arrepender no futuro com sua decisão. "Tenho trabalhado demais nos últimos tempos. Tive alguns problemas familiares, que prefiro não entrar em detalhes. É uma decisão que eu tinha tomado há muito tempo, mas que esperei a banda se estabilizar para tomar", conta. "Eu percebo que não conseguia dar 100% de mim. Ninguém me cobrava isso, mas eu sentia. Estou feliz com o que faço agora, cuidando do estúdio da família."

Sobre o disco novo, Depois de um Longo Inverno, o primeiro de inéditas do CPM 22 desde Cidade Cinza, de 2007, ele afirma que a recepção do público foi uma "surpresa, e a banda está muito animada com a repercussão, que foi além das expectativas".

O CPM 22 já escolheu um novo baixista, Heitor Gomes (confira a primeira imagem de Heitor com a banda, na galeria de fotos), recomendado pelo próprio Fernando. Ele tocou por sete anos com o Charlie Brown Jr., e recentemente saiu após o retorno do baixista original da banda, Champignon, ao grupo (saiba mais aqui).

A banda o apresentou durante um ensaio via Twitcam nessa sexta, 29, às 19h. A estreia do novo integrante acontecerá em um show no Kazebre Rock Bar, em São Paulo, no dia 6 de agosto. Badauí (vocais), Japinha (bateria) e Luciano (guitarra) permanecem como integrantes originais da banda, em atividade desde 1995.