Festa do Grammy ameaçada

Músicos atores, como 50 Cent (esq.), devem apoiar greve em Hollywood

Da redação Publicado em 15/01/2008, às 14h19 - Atualizado em 16/01/2008, às 12h32

Cent ao lado de Al Pacino e Robert De Niro em Righteous Kill
Still/Reprodução

O sindicato dos roteiristas estadunidenses entrou com um pedido público para que músicos filiados ao SAG (Screen Actor's Guild) faltem à cerimônia de entrega do Grammy, que acontece em 10 de fevereiro.

Entre os atores/cantores estão 50 Cent e Justin Timberlake. O rapper estará em Righteous Kill, que também tem no elenco Al Pacino e Robert De Niro. O filme será lançado neste ano. Já Justin esteve recentemente em Alpha Dog.

Em greve há 12 semanas, o sindicato dos roteiristas já conseguiu cancelar a cerimônia de entrega do Globo de Ouro no último domingo, 13. O lobby que a classe está promovendo com os músicos é uma forma de conseguir ainda mais adeptos à greve, que reivindica o aumento da porcentagem de lucros para quem escreve qualquer tipo de roteiro no país.

A assessoria de Justin Timberlake foi a única a se pronunciar sobre o assunto até o momento, mas não negou nem confirmou a ida do cantor ao Grammy.