Festival de Glastonbury é cancelado em 2021

Edição de 2020 havia sido adiada para ano passado

Redação Publicado em 21/01/2021, às 12h59

None
Festival Glastonbury (Foto: Divulgação)

Em 2020, a produção do Glastonbury se viu forçada a adiar o edição daquele ano para 2021 por conta da pandemia de coronavírus. Como a crise ainda continua sem previsão de acabar, o festival foi adiado novamente, desta vez para 2021. O anúncio foi feito feito pelo Instagram oficial do evento.

"Com grande pesar, devemos anunciar que o Glastonbury Festival deste ano não acontecerá e que este será mais um ano de descanso forçado para nós. Os ingressos comprados em outubro de 2019 serão acumulados até 2022", escreveu na legenda.

+++LEIA MAIS: Carlinhos Brown relembra show polêmico no Rock in Rio 2001 [ENTREVISTA]

Na imagem do post, a produção do evento escreveu: "Mesmo com nossos esforços em mover Céu & Terra, ficou claro que nós simplesmente não conseguiríamos fazer o festival neste ano. Nós sentimos muito em decepcionar todos vocês."

"Como aconteceu ano passado, gostaríamos de oferecer a todos que compraram ingresso em outubro de 2019 de continuarem o depósito de £50 no ano que vem, e garantir a chance de comprar um ingresso para o Glastonbury 2022", continuou. "Nós apreciamos a fé e confiança postas sobre nós com seus depósitos, e estamos muito confiantes de que entregaremos algo muito especial para todos nós em 2022."

+++LEIA MAIS: Bob Dylan é processado por Claudia Levy, viúva de antigo colaborador, por vendas de direitos das músicas

"Nós agradecemos vocês pelo incrível e contínuo apoio e vamos de cabeça erguida para tempos melhores que virão. Com amor, Michael [Eavis, co-fundador do Glastonbury] e Emily [Eavis, co-organizadora do evento]", finalizou.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Glastonbury Festival (@glastofest)


+++ PÉRICLES | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes