Festival de música nos Estados Unidos tem semáforos e faixas de pedestres

Budweiser Made in America, na Filadélfia, foi montado em uma área de ruas; evento começou neste sábado, 31

Patrícia Colombo, da Filadélfia Publicado em 01/09/2013, às 04h25 - Atualizado em 02/09/2013, às 09h08

Começou neste sábado, 31, na Filadélfia, o festival Budweiser Made in America, com curadoria do rapper norte-americano Jay-Z. O evento, que teve 120 mil ingressos colocados à venda para dois dias de shows, acontece no Benjamin Franklin Parkway – mesmo local onde o festival estreou, no ano passado.

Entre as atrações que se apresentaram nesse primeiro dia de festival, entre 14h e 15h, o destaque foi o Haim, hypado trio californiano de indie pop rock formado pelas irmãs Este, Danielle e Alana Haim. A banda lançará no final deste mês o primeiro disco da carreira, Days Are Gone, e tocou com vigor algumas das faixas do trabalho, entre elas os hits “Falling” e “Forever”. A aprovação do público já volumoso que estava por lá foi total. Apresentaram-se ainda, ao longo do dia, artistas como A$ap Rocky, Emile Sande, Public Enemy, 2 Chainz (em um show super bem recebido, vale dizer), Cloud Nothings, Imagine Dragons, Phoenix e Deadmau5. Beyoncé foi a headliner.

Crítica: ao vivo, Beyoncé é imbatível.

Com a autorização da prefeitura local, uma área do Benjamin Franklin Parkway, próximo ao Museu de Arte da Filadélfia, foi fechada para que a estrutura do Made in America fosse montada. Foram construídos quatro palcos, sendo os principais o Rocky e o Liberty Stage, que estão hospedando a maior parte do line-up do festival, construído com nomes fortes do pop, do rock e do hip-hop. Os cronogramas de ambos os palcos não batem, portanto o público pode assistir a todos os artistas escalados. Para facilitar, os dois são bem próximos um ao outro.

Integrando também a programação estão o Freedom Stage e o Skate Park Stage – o primeiro focado em música eletrônica e o segundo, conectado a uma pista de skate, direcionado a bandas menos conhecidas cujo som se relaciona com o esporte.

Entrevista: Imagine Dragons, sensação do rock nos Estados Unidos, quer tocar no Brasil em 2014.

Festival urbano

Um dos pontos curiosos na aparência do Made in America é que como ele foi estruturado no meio de uma avenida, é comum circular por lá e encontrar no caminho alguns semáforos, faixas de pedestres, placas de sinalização, além de uma ou outra árvore. No final das contas, tais imagens acabam dando ao festival uma cara bastante diferente do que se costuma ver nos eventos de música mundo afora.

As tendas de alimentação estão praticamente concentradas no centro do lugar, o que possibilita o fácil acesso, e há pontos espalhados de vendas de bebidas por toda área do evento. Há tendas de distribuição gratuita de água também, mas é necessário enfrentar longas filas já que o calor do verão norte-americano não dá trégua. Fora isso, há ainda um brinquedo estilo Chapéu Mexicano, para quem quiser alguma adrenalina entre um show e outro.