Festival do Rio 2012: O Som ao Redor é eleito melhor longa

Veja aqui a lista completa de vencedores de crítica e de bilheteria

Paulo Gadioli, do Rio de Janeiro Publicado em 12/10/2012, às 14h44 - Atualizado às 15h35

<i>O Som ao Redor</i>, de Kleber Mendonça Filho, ganhou prêmio de Melhor Filme, além de ter rendido ao diretor também o troféu de Melhor Roteiro

Ver Galeria
(4 imagens)

Em uma cerimônia realizada na última quinta, 11, foram apresentados os premiados da Première Brasil do Festival do Rio. O excelente O Som Ao Redor, de Kleber Mendonça Filho, sagrou-se grande vencedor, levando o troféu Redentor em duas categorias: Melhor Longa-Metragem de Ficção e Melhor Roteiro.

Mendonça Filho vem de uma história de elogiados curtas, como Recife Frio, Vinil Verde e Eletrodoméstica, e O Som Ao Redor é seu primeiro longa de ficção. César Oiticica Filho, que se aventura pela primeira vez atrás das câmeras com Hélio Oiticica, é outro novato a conquistar o troféu, desta vez de Melhor Longa-Metragem Documentário, pelo filme sobre seu tio.

Disparos, de Juliana Reis, acumulou o maior número de premiações, três, sendo elas: Melhor Montagem, Melhor Fotografia e Melhor Ator Coadjuvante (Caco Ciocler). O Gorila, de José Eduardo Belmonte, garantiu presença por meio de seus protagonistas Otávio Müller e Alessandra Negrini, eleitos Melhor Ator e Atriz Coadjuvante.

Eryk Rocha, filho de Glauber, garantiu o prêmio de direção por Jards. Realejo, de Marcus Vinicius Vasconcelos, é um belo curta-metragem de animação com identidade própria, garantindo assim a estátua para seu diretor.

Embora a cerimônia de encerramento já tenha acontecido, o Festival segue com uma repescagem de alguns dos filmes mais requisitados. Para verificar a programação, que inclui documentários de Woody Allen e Bob Marley, além do imperdível Indomável Sonhadora, clique aqui.

Confira a lista completa dos vencedores.

Première Brasil

Melhor Longa-Metragem de Ficção

O Som ao Redor, de Kleber Mendonça Filho

Melhor Longa-Metragem Documentário

Hélio Oiticica, de César Oiticica Filho

Melhor Curta-Metragem

Realejo, de Marcus Vinicius Vasconcelos

Melhor Direção

Eryk Rocha, por Jards

Melhor Ator

Otávio Müller, por sua atuação em O Gorila

Melhor Atriz

Leandra Leal, por sua atuação em Éden

Melhor Atriz Coadjuvante

Alessandra Negrini, por sua atuação em O Gorila

Melhor Ator Coadjuvante

Caco Ciocler, por sua atuação em Disparos

Melhor Roteiro

Kleber Mendonça Filho, por O Som Ao Redor

Melhor Montagem

Pedro Bronz e Marília Moraes por Disparos

Melhor Fotografia

Gustavo Hadba, por Disparos

Prêmio Especial de Júri

Antonio Venâncio, pelo trabalho de pesquisa nos filmes Helio Oiticica, Dossiê Jango, Sobral – O Homem que não Tinha Preço e O Dia que Durou 21 Anos, mas também pela extensa presença em documentários brasileiros recentes como Palavra Encantada, Vinicius, O Homem que Engarrafava Nuvens, Raul, Uma Noite em 67, A Música Segundo Tom Jobim entre muitos outros.

Júri Oficial: Lucy Barreto (produtora), Marcos Prado (produtor e diretor), Renato Falcão (diretor e cinematógrafo), Rajendra Roy (diretor do departamento de cinema do MoMA)

Novos Rumos

Melhor Longa-Metragem

Super Nada, de Rubens Rewald e A Batalha do Passarinho, de Emílio Domingos

Melhor Curta-Metragem

Canção Para Minha Irmã, de Pedro Severien

Homenagem Especial do Juri para

Jair Rodrigues, em Super Nada

Gambá, em A Batalha do Passarinho,

Júri: Roberto Berliner (diretor e produtor), Eduardo Nunes (diretor) e Maria Ribeiro (atriz e diretora)

Premio Fipresci

Melhor filme da América Latina: A Beleza (Argentina)

Personalidades do Ano na América Latina

Lucy e Luiz Carlos Barreto

Voto popular

A Busca, de Luciano Moura (longa ficção), Dossiê Jango, de Paulo Henrique Fontenelle (documentário longa) e Zéfiro Explícito, de Sergio Duran e Gabriela Temer (curta).

Mostra Geração

A Morte do Super-Herói foi eleito o melhor filme pelo voto popular

Mais vistos

César Deve Morrer, dos irmãos Vittorio e Paolo Taviani, foi o campeão de bilheteria desta edição do Festival do Rio. Os dez seguintes foram: Moonrise Kingdom, Great Expectations, Holy Motors, Elefante Branco, Pietá, Nós e Eu, Indomável Sonhadora, Ruby Sparks – A Namorada Perfeita e Magic Mike.