Filha de Paul Walker processa Porsche por acidente que causou morte do pai

“A tragédia fatal resultou de conduta irresponsável e excesso de velocidade”, responde a empresa em comunicado

Redação Publicado em 29/09/2015, às 16h45 - Atualizado às 18h00

Paul Walker

Ver Galeria
(5 imagens)

A filha do ator Paul Walker está processando a gigante empresa de carros Porsche pelo acidente que causou a morte do pai. O ator, conhecido principalmente pelo trabalho na franquia Velozes e Furiosos, morreu em 2013, aos 40 anos de idade, após sofrer um acidente em que o automóvel se chocou com uma árvore em alta velocidade.

Paul Walker: melhores momentos do ator, dentro e fora de Velozes e Furiosos.

Segundo o site da CNN, Meadow Walker – que tem 16 anos – arquivou o processo de homicídio culposo (quando não há a intenção de matar) na última segunda-feira, 28. Ela alega que o carro no qual Walker estava como passageiro na ocasião do acidente, o Porsche Carrera GT, possui diversas falhas de design que levaram o veículo a perder o controle na rodovia.

“A conclusão é de que o Porsche Carrera GT é um carro perigoso”, disse Jeff Milam, advogado de Meadow, em comunicado enviado à imprensa norte-americana. “Ele não é feito para a rua. E não deveríamos estar sem Paul Walker ou seu amigo, Roger Rodas”. Rodas estava dirigindo o automóvel quando ocorreu o acidente.

Paul Walker: relembre a vida e a carreira do ator em fotos.

Nesta terça-feira, 29, a Porsche respondeu ao processo arquivado por Meadow. “Como já afirmamos anteriormente, ficamos muito tristes quando qualquer pessoa se machuca em um veículo Porsche, mas acreditamos nos relatórios das autoridades neste caso, claramente atestando que este acidente fatal resultou de conduta irresponsável e excesso de velocidade”, disse a empresa em comunicado.

No processo de Meadow há uma alegação de erro nos relatórios oficiais em relação à velocidade que Roger Rodas estava dirigindo quando perdeu o controle do carro. A polícia afirma que era por volta de 145 km/h, enquanto a filha de Paul Walker acredita que a velocidade máxima atingida foi de 115 km/h.