Filme brasileiro O Som ao Redor está fora do Oscar

Longa de Kleber Mendonça Filho foi destaque no circuito de festivais nacionais e eleito um dos melhores de 2012 pelo jornal The New York Times

Redação Publicado em 20/12/2013, às 17h50 - Atualizado às 17h56

O Som ao Redor
Divulgação

O filme O Som ao Redor não disputará o Oscar 2014 na categoria de Melhor Filme Estrangeiro. O longa de Kleber Mendonça Filho não está na lista de nove pré-selecionados divulgada pela Academia de Artes e Ciências nesta sexta-feira, 20. Veja a lista completa abaixo. Os cinco indicados serão conhecidos no dia 16 de janeiro.

Leia nossa entrevista com o diretor Kléber Mendonça Filho.

Mesmo que tenha ficado fora do Oscar de 2014, o longa se destacou no mercado internacional. O jornal The New York Times elegeu o trabalho como um dos dez melhores filmes do ano passado. Outras publicações como Los Angeles Times e Village Voice também teceram elogios ao trabalho do diretor pernambucano.

Primeiro trabalho de Mendonça Filho, o longa foge da estética “cabeça” e experimental demais. Até por isso, O Som ao Redor se manteve por dez semanas no circuito nacional, faturou dois prêmios no Festival do Rio, além de ter sido eleito o Melhor Filme da Mostra de São Paulo.

“É uma representação artística da ideia de Pernambuco”, explicou o diretor, natural do estado, à Rolling Stone Brasil, na época da chegada do filme aos cinemas. “Tem coisas que odeio aqui e coisas que me deixam fascinado: a história, a cultura, a forma como as coisas funcionam.”

A cerimônia do Oscar 2014 acontece no dia 2 de março, em Los Angeles.

Os nove longas que estão pré-selecionados:

- The Broken Circle Breakdown, de Felix Van Groeningen (Bélgica)

- An Episode in the Life of an Iron Picker, de Danis Tanovic (Bósnia e Herzegovina)

- L'image manquante, de Rithy Panh (Camboja)

- A Caça, de Thomas Vinterberg (Dinamarca)

- Duas Vidas, de Georg Maas e Judith Kaufmann (Alemanha)

- O Grande Mestre, de Wong Kar-Wai (Hong Kong)

- The Notebook, de Janos Szasz (Hungria)

- A Grande Beleza, de Paolo Sorrentino (Itália)

- Omar, de Hany Abu-Assad (Palestina).