Filme com ensaios de Michael Jackson deve estrear no Halloween

Sony negocia com a AEG para arrematar direitos autorais por US$ 60 milhões; antes de morrer, cantor estava envolvido com produção indie sobre lares de adoção, diz site

Da redação Publicado em 24/07/2009, às 10h16

Dia 30 de outubro, numa sexta-feira - horas antes do Halloween. É essa a data escolhida pela Sony Pictures para estrear filme feito a partir das cerca de 80 horas de gravação dos ensaios de Michael Jackson para a turnê This Is It!. Segundo o site Showbiz, a produtora está a um passo de fechar contrato com a AEG Entertainment, detentora dos direitos autorais. O custo deverá ser US$ 60 milhões - US$ 10 milhões a mais do que o previamente noticiado.

As imagens são de Jackson ensaiando para as 50 apresentações que faria em Londres, a partir de 13 de julho. A turnê estava sendo organizada pela AEG Live - num primeiro momento, calculou-se que a morte do ídolo, em 25 de junho, poderia significar prejuízo de quase US$ 1 bilhão para a empresa.

De acordo com o site, que para esta informação cita como fonte o Hitsdailydouble.com, só 10% do valor combinado com a Sony irá para os cofres da AEG. O restante será repassado aos herdeiros de Jackson.

Em outra notícia ligando o nome do artista à sétima arte, o Hollywood Reporter informou sobre o comprometimento de Jackson com uma pequena produção. Seria mais uma parceria do cantor com o diretor e roteirista de filmes B Bryan Michael Stoller. O intérprete de "Thriller" faz uma pontinha como o "Agente M.J." na comédia Miss Cast Away (Missão Quase Impossível, no Brasil), de 2004, com Eric Roberts, irmão de Julia Roberts, encabeçando o elenco. Confira um trecho:

Segundo o cineasta, Jackson era um entusiasta do cinema, embora não ligasse muito para estar diante das câmeras. "Ele era muito animado quanto a fazer filmes e queria por as mãos em tudo - de trabalhar nos roteiros a produzir [a obra], e escrever músicas. Contudo, ele nunca demonstrou muito interesse em atuar."

O artista tentou se envolver com o cinema no passado, mas nessa área o rei do pop nunca emplacou. The Wiz, versão de Mágico de Oz feita com atores negros, é uma de suas produções mais famosas. O filme, de 1978, fez Jackson encarnar o personagem Espantalho - Diana Ross, que viraria grande amiga do cantor e possível guardiã dos três filhos do cantor, estrelou como Dorothy.

Filme sobre adoção

Segundo Stoller, que alega ter sido amigo do ídolo há 23 anos, três meses antes de morrer Jackson teria aceitado codirigir e financiar um drama sobre crianças adotadas. O plano era começar as filmagens assim que a turnê londrina terminasse.

O projeto se chamaria They Cage the Animals at Night ("eles enjaulam os animais à noite") e teria como base livro escrito por Jennings Michael Burch em 1985. O autor teria feito a obra a partir de sua experiência com lares de adoção na infância e a versão cinematográfica vinha sendo maturada há sete anos, informa Stoller. "Michael me dizia com frequência que ele sentia ter crescido como um órfão, uma criança em lar de adoção, pois nunca estava numa mesma casa."

Stoller conseguiu os direitos do livro sem contar ao escritor que Jackson estava dentro do projeto. Quando o autor soube, ficou animado. Jackson, por sua vez, estava preocupado - na época, Burch tinha 67 anos e sofria de câncer; podia, portanto, não viver o suficiente para ver a produção sair do papel. Após sugestão de Stoller, o cantor trouxe o escritor ao rancho Neverland. A entrevista foi gravada pelo cineasta e serviria a um DVD ou especial de TV.

Agora, Stoller quer vender esse material, além de outras dezenas de horas em vídeo com o cantor. Justificativa: acredita que o acervo humaniza Jackson, especialmente em tempos que tanto forçam sua mitificação. Ele diz já ter recebido propostas dos canais de TV CBS, E! E NBC.

Confira a cobertura completa sobre a morte de Michael Jackson.