Filme da Liga da Justiça vai para geladeira

Warner Bros. cancela o filme até o fim da greve dos roteiristas

Da redação Publicado em 17/01/2008, às 18h04

A Liga da Justiça no traço do brasileiro Ed Benes
Reprodução

A produção do filme baseado nos heróis da Liga da Justiça (Batman, Mulher-Maravilha, Superman, entre outros) foi colocada na gaveta até o fim da greve dos roteiristas. A Warner Bros., estúdio responsável pela produção, gostaria de fazer uma revisão na história antes de começar a gravá-la.

De acordo com o Hollywood Reporter, ainda há um outro motivo para a o congelamento da produção: A Warner queria uma redução de impostos por filmar na Austrália.

As reclamações em relação ao elenco do filme também podem ser outra razão para a paralisação. Os já escalados D.J. Corona, Adam Brody, Anton Yelchin, Common, Teresa Palmer e Megan Gale desagradavam o público, que bombardeou o estúdio em diversas listas de discussões na internet. A Warner dispensou todos os atores e se os quiser de volta, terá que iniciar outra rodada de negociações.

Liga da Justiça deve sair da geladeira entre junho ou julho se a greve dos roteiristas acabar. A Warner Bros. pretendia que o filme fosse o grande blockbuster de 2009. Outra grande produção do estúdio, a continuação de Superman: O Retorno, também está engavetada por problemas com o elenco e com o diretor Bryan Singer, que não sabem se voltam para uma nova aventura do Azulão.