Filme de Cinquenta Tons de Cinza já tem roteirista

Kelly Marcel, da série Terra Nova, cancelada após a primeira temporada, escreverá a adaptação do livro para os cinemas

redação Publicado em 09/10/2012, às 09h57 - Atualizado às 10h36

E.L. James
AP

Romance que já vendeu 31 milhões de cópias ao redor do mundo, segundo a CNN, Cinquenta Tons de Cinza vai, aos poucos, tomando forma na versão cinematográfica. A autora do livro, E.L. James (foto), que vem acompanhando a adaptação de perto, anunciou no seu Twitter, nesta segunda, 8, que o filme já ganhou roteirista: Kelly Marcel, criadora da série Terra Nova.

50 Tons de Cinza, muito mais que um best-seller.

“Oi, pessoal. Estou muito animada para anunciar que temos um roteirista para 50 Tons de Cinza. Detalhes aqui”, escreveu James, indicando um link para a página oficial do filme no Facebook. No texto, os produtores do filme, Michael De Luca e Dana Brunetti, justificam a escolha pela roteirista.

“O trabalho de Kelly demonstra uma perfeita técnica estrutural e um compromisso apaixonado com a emoção, o humor e a profundidade dos personagens”, diz De Luca, lembrando que a recém-contratada roteirista também assinará o filme Saving Mr. Banks, da Disney, ainda em processo de filmagem. “Sabíamos que ela é a pessoa certa para fazer crescer a nossa família de Cinquenta Tons de Cinza, acrescentou Brunetti. Marcel foi responsável pela criação da série Terra Nova, que tinha a produção de Steven Spielberg, mas a atração acabou cancelada ao final da primeira temporada.

Os rumores sobre quais serão os atores que viverão o casal Anastasia Steele e Christian Grey e suas aventuras sexuais, que incluem dominação, sadismo e bondage, ainda continuam sem qualquer confirmação.

Depois de Emma Watson, a Hermione da saga cinematográfica Harry Potter, agora o nome da vez é Mila Kunis, recentemente eleita a mulher mais sexy do mundo pela revista norte-americana Esquire. Entre os homens, Ryan Gosling, de Drive, também tem aparecido com frequência.

Com a insistência das perguntas do público querendo saber quem serão os protagonistas, Brunetti é taxativo: “De novo: escritor, depois roteiro, depois diretor e então o elenco”.